Servidores do Detran aderem à greve geral na próxima sexta-feira

De acordo com Sindetran, vistorias serão suspensas, assim como emissões de documentos, blitz, realização de provas teóricas e práticas

Michael Mello/MetrópolesMichael Mello/Metrópoles

atualizado 10/06/2019 18:32

Os servidores do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) anunciaram nesta segunda-feira (10/06/2019), por meio do seu sindicato (Sindetran-DF), que irão aderir à paralisação nacional marcada para esta sexta (14/06/2019).

De acordo com o presidente da entidade, Fábio Medeiros, no dia da greve geral, 16 unidades do Detran estarão sem atendimento. “Vamos suspender vistorias, emissões de documentos, blitz, provas teóricas e práticas, etc.”, ressaltou.

“O Sindetran-DF aderiu à greve nacional, de luta contra a reforma da Previdência. O movimento serve ainda para despertar a atenção das autoridades para os problemas que a autarquia enfrenta”, informou o sindicato, por meio de nota.

Ainda segundo a entidade, a orientação é para que, nesta sexta-feira, a população não procure os serviços do Detran. “Informamos que a convocação da greve é para todos os trabalhadores, sejam públicos ou privados. Nosso pleito é de que os colaboradores não trabalhem, pois nós precisamos lutar contra esses movimentos que representam um retrocesso de todos os direitos trabalhistas conquistados”, destacou.

Às 10h desta sexta (14/06/2019), o Sindetran fará assembleia no Departamento de Trânsito (Detran) localizado em Taguatinga.

Últimas notícias