Fique atento: prazo para recadastramento de servidores do GDF acaba sábado

Cerca de 3 mil funcionários públicos ainda não fizeram o processo e podem ter salários bloqueados

atualizado 07/10/2020 11:12

O recadastramento on-line dos servidores públicos ativos do Governo do Distrito Federal (GDF) termina neste sábado (10/10), após mais de um ano de prazo. Segundo a Secretaria de Economia, pouco menos de 3 mil funcionários ainda não atualizaram os registros necessários.

Dos 115.435 servidores que deveriam se recadastrar, 112.752 já completaram o processo, o que representa adesão de 97,67%.

O objetivo é que todos façam o recadastramento, uma vez que os dados vão alimentar o Sistema Integrado de Gestão de Pessoas (Sigepe), que vai substituir o Sistema Único de Gestão de Recursos Humanos (Sigrh), utilizado desde 1993. Quem não fizer a atualização está sujeito a processo administrativo e pode ter o salário bloqueado ou até suspenso.

Precisam se recadastrar todos os servidores ativos da administração direta, autárquica e fundacional e os empregados públicos de empresas dependentes do Tesouro do Distrito Federal, inclusive os servidores ativos sem vínculo (comissionados), os cedidos, os afastados ou licenciados e os servidores temporários. Mesmo quem começou a trabalhar durante o período de recadastramento precisa fazer essa atualização no sistema.

Quem ainda não fez o processo, pode realizar por meio deste link.

Etapas

Até o dia 20 de maio, a atualização foi feita por etapas, em quatro grupos. O primeiro foi o das empresas públicas, seguido da administração direta e das secretarias de Saúde e de Educação. Agora, até sábado, o procedimento está aberto para qualquer um que ainda esteja com a pendência.

Os dados preenchidos no sistema on-line da Secretaria de Economia serão validados pela área de gestão de pessoas de cada órgão ou empresa. Assim, o processo de recadastramento será concluído em novembro.

0

Últimas notícias