*
 

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) vai anunciar nesta sexta-feira (14/10) que não pagará a última parcela do reajuste dos servidores públicos locais. A correção deveria ter sido depositada em outubro do ano passado, mas o governo adiou o pagamento. A má notícia será dada em coletiva de imprensa às 10h, no Palácio do Buriti. Convocados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), os servidores prometem protestar na Praça do Buriti às 14h30.

O reajuste beneficia 153 mil servidores do Distrito Federal de 32 categorias e foi conquistado em 2012. Nesta sexta-feira, o Buriti fechou a folha e a previsão era de que o benefício não estaria incluído nos contracheques. A Casa Civil alega dificuldades financeiras, apesar do aumento na arrecadação. Do outro lado, os sindicatos prometem reagir até mesmo com greve.

Já prevendo que não ia pagar o reajuste, o governo editou um decreto prevendo punições pesadas para os servidores que cruzarem os braços. Eles podem ser punidos inclusive com demissão. Na Câmara Legislativa, dois projetos tentam sustar os efeitos do decreto. As propostas devem ser colocadas em votação na próxima terça-feira (18).

O anúncio de que o governo não vai quitar a promessa de pagamento do reajuste acirrou ainda mais os ânimos das categorias afetadas. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Civis da Administração Direta, Autarquias, Fundações e Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindireta), Ibrahim Youssef, disse que a decisão do GDF acirra a crise no funcionalismo local.

O governador tinha as ferramentas para minimizar essa situação, deu o prazo de um ano. Isso mostra que ele (Rollemberg) quer confronto. Vamos levar o caso para a assembleia no dia 26 e a greve geral não está descartada"
Ibrahim Youssef, presidente do Sindireta

O anúncio para os sindicalistas será feito, provavelmente às 15h, pela equipe de governança do GDF, composta por representantes da Secretaria de Fazenda, de Planejamento, da Procuradoria-Geral do Distrito Federal e da assessoria jurídica. O governador não vai participar da reunião.

13º salário
Com atraso, o Executivo depositou na noite desta quinta-feira (13) o 13º salário dos servidores que fizeram aniversário em setembro. São 12.555 pessoas que receberão o pagamento, que deveria ter sido feito até o quinto dia útil de outubro. (Colaboraram Mirelle Pinheiro e Nathalia Cardim)

 

 

 

COMENTE

servidorreajuste
comunicar erro à redação

Leia mais: Servidor