Senac-DF lança curso para ajudar empresas brasilienses em crise

O objetivo é oferecer soluções, como suporte gerencial e técnico, para que os empreendedores da capital do país possam impulsionar as vendas

atualizado 14/04/2021 12:37

lockdown comercio fechado brasília DFRafaela Felicciano/Metrópoles

Com o intuito de auxiliar os empresários brasilienses dos setores de comércio, serviços e turismo que sofrem com a crise provocada pelo coronavírus, o Senac-DF lança, nesta quinta-feira (15/4), o projeto Senac Impulsiona – Varejo.

O objetivo é oferecer soluções, como suporte gerencial e técnico, para que os empreendedores da capital do país possam impulsionar suas vendas.

Serão ofertados cursos de pequena duração, com os seguintes temas: Comercialização e Marketing, Trilha do Vendedor, Finanças e Logística. Essas áreas abordam diversos conteúdos, como a análise do comportamento de consumo; o empreendedorismo digital; a inovação de formatos e canais de venda; o relacionamento com o cliente e o pós venda; entre outros assuntos.

A ideia é que, ao final do curso, os participantes consigam implementar as recomendações orientadas, reduzindo seus custos e despesas, aumentando suas receitas e multiplicando os lucros de seu negócio. Cada curso é limitado a um determinado número de pessoas e as disciplinas terão a duração de 16 horas.

O investimento, por aluno, vai de R$ 110 até R$ 270, dependendo do curso escolhido. Entre as formas de pagamento, estão: cartão de crédito, boleto bancário, cartão de débito e PIX. Para mais informações: 99254-2387 ou 99290-5459 (Gama).

O programa começará no Gama, como um projeto piloto, e será voltado, prioritariamente, para empresários de micro, pequenas e médias empresas dos segmentos de comércio, serviços e turismo, bem como para gestores de empresas familiares, sem a necessidade de graduação prévia.

A diretora de Educação Profissional e Tecnológica do Senac-DF, Cíntia Gontijo de Rezende, destaca que a instituição, criada em 1946, nasceu com a proposta e missão de atuar em prol da valorização do trabalhador e do empresário do comércio.

“Esse projeto é mais uma ação da entidade para promover ações socioeducativas que contribuam para o bem-estar social e para qualidade de vida dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, de seus familiares e da comunidade”, informa Cíntia.

Últimas notícias