PCDF prende quadrilha violenta que roubava veículos e empresas

A investigação durou três meses e foi conduzida pela Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri)

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 10/05/2018 9:57

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quinta-feira (10/5), a Operação Cognatus. O objetivo é desarticular uma quadrilha armada que atua em todo o Distrito Federal. Os alvos são suspeitos de roubar e furtar veículos e empresas. A investigação durou três meses e foi conduzida pela Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri).

Foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária e seis de busca e apreensão no Guará, Paranoá e no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN).

De acordo com as apurações da Corpatri, os suspeitos costumavam fazer vigilância para acompanhar a rotina dos funcionários dos estabelecimentos comerciais antes dos crimes. Levantavam a quantidade de trabalhadores, a existência ou não de câmeras, rotas de fuga e dias de pagamento.

O grupo usou familiares, geralmente mulheres, para realizar o levantamento das lojas. Eles tinham até mesmo horário para furtar ou roubar. Segundo a polícia, agiam sempre entre 12h e 13h. Com relação ao furto de veículos, a ação criminosa era feita mediante encomendas.

Os policiais identificaram alguns receptadores dos produtos. Muitos já respondem por outras crimes na Justiça.

Todos os delitos levantados pela delegacia especializada foram praticados em 2018 no SAAN, Candangolândia, Setor de Oficinas Norte (SOFN), Samambaia e Recanto das Emas. Os investigadores acreditam que a organização era responsável pela maioria dos crimes contra o patrimônio ocorridos nessas regiões.

Confira a ação do grupo em fevereiro, em uma distribuidora de bebidas:

 

Os investigados responderão por associação criminosa armada, furto qualificado, roubo majorado e receptação.

Aguarde mais informações

Últimas notícias