Mulher executada no DF já havia sido alvejada por tiros em 2013

Ana Luiza Marques chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Regional do Paranoá

Assalto, simulaçãoHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 11/02/2020 22:33

Investigadores da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) procuram por suspeitos que executaram uma mulher com seis tiros, na noite do último domingo (09/02/2020), na QR 324 do Condomínio Del Lago, no Itapoã. Ana Luiza Marques, 27 anos, estava na rua com seu namorado quando um homem de bicicleta se aproximou e efetuou diversos tiros.

A vítima foi atingida por quatro tiros no tronco, um no braço e um de raspão na cabeça. Ana Luiza chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Regional do Paranoá. Os policiais buscam indícios que possam levar ao motivo da execução.

Segundo a delegada-chefe da 6ª DP, Jane Klebia, a vítima já havia sofrido uma tentativa de homicídio anos atrás, também com diversos disparos efetuados pelos autores.

“Em 2013, ela escapou após levar quatro tiros. Pouco tempo depois, Ana Luiza figura em ocorrência policial como autora de uma tentativa de homicídio. Os dois casos foram no mesmo ano e em períodos muito próximos”, explicou

A polícia apura uma série de indícios para definir a linha de investigação. Vingança ou acerto de contas são as causas mais prováveis da execução.

Últimas notícias