Ladrão rouba carro, faz reféns e provoca acidente com mortes no Eixão

Tia e sobrinho foram resgatados pela PM. Dois ocupantes de Kombi atingida durante perseguição morreram. Bandido foi beneficiado por Saidão

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 11/08/2018 19:47

Um homem armado fez tia e um sobrinho, de 6 anos, reféns ao roubar o carro da família, um Mitsubishi TR4, na tarde deste sábado (11/8), na altura da 505 Sul. O criminoso fazia um roubo quando viu policiais. Ele fugiu e sequestrou a mulher e a criança. Ao perceber a ação, a PM iniciou a perseguição. O assaltante chegou a atirar na direção dos militares.

O ladrão seguiu pelo Eixão Sul em alta velocidade. No fim da via, sentido Aeroporto, ele perdeu o controle do veículo ao fazer uma manobra brusca e bateu de frente contra uma Kombi que vinha no sentido contrário.

Desgovernada, a Kombi colidiu com outro veículo, uma Ford Ecosport, na qual havia cinco ocupantes. O condutor e a passageira da Kombi, que capotou, morreram no local.

As pessoas que estavam na Ecosport foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas ao Instituto Hospital de Base (IHB). Entre elas, havia uma criança de 6 anos. Um dos ocupantes foi internado em estado grave.

Ainda segundo relatos da Polícia Militar, o criminoso e os reféns estão bem. O assaltante foi preso e encaminhado à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

A Kombi é da empresa Tarot Dona Dayane, com sede na W3 Sul. Márcio Barbosa de Oliveira era o condutor. Ele fazia o serviço de panfletagem para a cartomante havia 30 anos. A mulher que o acompanhava ainda não foi identificada. “Ele morava conosco. O vimos crescer. Não consigo acreditar nessa tragédia”, disse um dos proprietários da empresa, Ronaldo Rodrigues, 44 anos.

Veja imagens

 

Assaltante beneficiado por Saidão
De acordo com a PMDF, o bandido é Paulo Bras de Oliveira Júnior, 23 anos. O rapaz é presidiário e havia sido beneficiado pelo Saidão do Dias dos Pais.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP-DF), 1.105 internos deixaram as unidades prisionais do DF a partir das 7h de sexta-feira (10). Os presos devem retornar até as 10h de segunda (13).

Paulo foi preso em setembro de 2016, acusado de integrar uma quadrilha especializada em roubos de relógios de luxo da marca Rolex. O bando agia no Lago Sul. O grupo era de São Paulo e enviava os produtos dos assaltos na capital para comparsas do outro estado.

Neste sábado (11), Paulo roubou um Rolex na Asa Sul pouco antes de sequestrar a família. Ele estava em uma moto, que foi abandonada quando viu os policiais, momentos antes de sequestrar a família.

Veja a foto do relógio roubado e da moto:

 

O criminoso estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda desde 2016. Em 8 de março deste ano, o juiz substituto Valter Andrade de Lima Bueno Araújo, do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT), deferiu o pedido de transferência para o regime semiaberto e concedeu tanto autorização para trabalho externo quanto para saídas temporárias.

Veja a autorização

Autorização by Metropoles on Scribd

Últimas notícias