A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante de Kelly Naiara do Nascimento Brazil. Ela confessou ter ateado fogo ao morador de rua Valdiran da Silva Mota, na madrugada de quarta-feira (17/04/19), embaixo da marquise de um comércio, na Quadra 15 do Setor Central do Gama. O homem precisou ser socorrido e teve 36% do corpo queimado.

Kelly também é moradora de rua. De acordo com investigadores da 14ª Delegacia de Polícia (Gama), ela e a vítima teriam discutido momentos antes do crime. A mulher, então, jogou álcool em Valdiran e acendeu o fogo. Uma câmera de segurança registrou o momento em que o homem é queimado.

O caso é tratado como tentativa de homicídio e, segundo a Polícia Civil, a vítima teve queimaduras de segundo e terceiro graus. Testemunhas chegaram a mentir para os agentes, dizendo que um carro preto com dois homens teria parado ao lado de Valdiran e ateado fogo ao homem, mas a versão logo foi desmentida pelos investigadores.

Os moradores de rua que vivem na região apagaram as chamas e acionaram o Corpo de Bombeiros. As áreas mais atingidas foram a face, os membros superiores e o tronco da vítima.

Valdiran foi encaminhado ao Hospital Regional do Gama (HRG) e, depois, ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran) – unidade pública referência no Distrito Federal em tratamento de queimaduras. O quadro dele é considerado estável.