Homem que teve pênis cortado no DF foi atacado por sete pessoas

Seis suspeitos foram detidos, mas mulher apontada como líder do grupo está foragida. Vítima tinha 59 anos e morreu devido aos ferimentos

PCDF/DivulgaçãoPCDF/Divulgação

atualizado 12/12/2019 20:37

Mais um homem envolvido na castração e morte de José Anchieta de Medeiros, 59 anos, foi preso pela 23ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Sul). Nesta quinta-feira (12/12/2019), Pedro Paulo dos Santos (foto em destaque), 22 anos, foi detido. Ao todo, três adultos e quatro menores participaram do homicídio.

De acordo com o delegado Maurício Iacozzilli, apesar de o início das investigações terem apontado para apenas dois participantes, o relato de moradores vizinhos levou a um grupo que se organizou para linchar José. “Depois que identificamos os quatro menores envolvidos, com cerca de 15 anos, eles começaram a falar quem tinha participado”, explica.

Apesar de ninguém ter dado ter detalhes de como foi a ação, o delegado conta que Rita Cássia Siqueira Silva, 20 anos, foi a pessoa que organizou o grupo.

“Ela teria incentivado os outros a se reunirem, esperar a madrugada chegar e invadir a casa. Eles espancaram a vítima e arrastaram para fora de casa, mas ninguém admite ter visto o momento da castração”, diz. O motivo do crime seria uma denúncia de que José costumava mostrar o pênis a crianças da região.

Assim como Jeferson da Silva Marques, conhecido como Goiaba, preso no último dia 3, Pedro Paulo nega qualquer participação no crime. Mesmo assim, os dois serão indicados por homicídio duplamente qualificado uma vez que não houve possibilidade de defesa e pelo sofrimento da vítima, além de corrupção de menores.

Rita Cássia continua foragida. “De acordo com as informações que temos, ela teria fugido do Distrito Federal”, afirma o delegado Iacozzilli. A investigação já é considerada como concluída pela 23ª DP.

Relembre o caso

O crime foi cometido em 18 de novembro, na frente da casa de José Anchieta, na Chácara 7 do Sol Nascente, em Ceilândia. O homem teve os órgãos genitais arrancados com uma faca.

O caso aconteceu durante a madrugada. Sete pessoas invadiram a residência e desferiram vários golpes de faca contra José. Outro homem, de 48 anos, que estava na casa, também foi atingido, mas conseguiu fugir. José acabou imobilizado, teve os genitais cortados e sangrou até a morte.

O sobrevivente conseguiu chegar ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), foi atendido e teve alta no mesmo dia.

Últimas notícias