Vídeo. Cadeirante dirigia carro de quadrilha que roubava casas no DF

Bando foi desarticulado pela Polícia Civil. Suspeitos mantinham vítimas sob a mira de armas enquanto assaltavam residências

PCDF/ReproduçãoPCDF/Reprodução

atualizado 07/08/2019 14:46

Acusada de roubar ao menos 10 residências em várias cidades do Distrito Federal, uma quadrilha foi desarticulada pela Polícia Civil, em operação desencadeada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (07/08/2019). Agentes da Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) cumpriram seis mandados de prisão preventiva envolvendo os principais integrantes do grupo. Entre eles, um cadeirante – que tinha como missão ser o piloto de fuga do bando. Para isso, ele usava veículo adaptado.

Durante a operação batizada de Black Onix, os policiais apreenderam uma arma de fogo com o cadeirante. Dois suspeitos estão foragidos. De acordo com as investigações, os criminosos agiam no Gama, no Riacho Fundo e em Taguatinga. Sempre com extrema violência, mantinham as vítimas sob a mira de pistolas enquanto roubavam equipamentos eletrônicos e outros objetos de valor.

 

Em um dos casos, o alvo foi a residência de um major da Polícia Militar. Na ação, os bandidos levaram a pistola .40 do PM e, na fuga, chegaram a atirar contra um helicóptero do Batalhão de Avião Operacional (BAvOp) da corporação.

Em imagens obtidas pelo Metrópoles, os ladrões invadem uma casa no Gama na manhã do dia 28 de março deste ano e rendem um rapaz e um senhor de mais idade, quando ambos estavam no lado externo do imóvel. O idoso chega a passar mal, colocando a mão no peito. Integrantes da quadrilha rendem pai e filho e, em seguida, obriga os dois a entrarem na casa. Logo depois, o bando foge levando uma televisão.

Em todas as ações, os marginais sempre contavam com a participação de um carro de apoio, usado para escapar do local antes da chegada da polícia.

Veja:

Veículo roubado

Em outro vídeo, registrado na entrada de uma casa no Riacho Fundo, também em março deste ano, os mesmos ladrões passam dentro de um Fiat Linea quando percebem um motorista aguardando que o portão de casa abrisse para estacionar o veículo na garagem. Os suspeitos desembarcam, caminham até o carro da vítima e a rendem. Em seguida, fogem com o HB20.

De acordo com o delegado-chefe da DRF, Fernando Cocito, outros três membros da quadrilha já haviam sido presos nos últimos dias. “Essa operação é importante para ajudar na redução dessa modalidade criminosa, já que se trata de uma quadrilha bastante ativa”, frisou.

Todos os presos foram levados para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE) e responderão por roubo qualificado e tentativa de latrocínio, já que chegaram a abrir fogo contra vítimas durante pelo menos três assaltos. Além de armas, eles utilizavam capuzes, luvas e algemas de plástico.

Últimas notícias