“Demônio da Tasmânia”: estelionatário roubava e ameaçava vítimas

Suspeito preso fez ao menos 100 vítimas no DF e em Goiás, que anunciavam motos nas redes sociais

5ª Delegacia de PolíciaHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 31/01/2020 11:01

Um estelionatário, suspeito de fazer ao menos 100 vítimas no Distrito Federal e em Goiás, foi preso pela Polícia Civil do DF na manhã desta sexta-feira (31/01/2020), em Valparaíso (GO). De acordo com as investigações conduzidas pela 5ª Delegacia de Polícia (área central), o criminoso entrava em contato com as pessoas por meio de site de vendas e redes sociais. Mostrava interesse em comprar motos e, durante os encontros, acabava roubando os veículos.

O homem ainda fazia graves ameaças para que os anunciantes não registrassem ocorrência contra ele. Enviava mensagens contendo fotos, áudios e vídeos de pessoas agredidas e dizia pertencer a uma facção criminosa. O suspeito ficou conhecido entre algumas vítimas como “Demônio da Tasmânia”, em alusão ao mamífero da ilha da Austrália.

O suspeito é acusado também de extorquir e agredir os alvos. Apenas de janeiro a dezembro de 2019, a Polícia Civil registrou cerca de 40 ocorrências em que o homem aparece como autor.

“Ele via anúncios e se interessava por aquele que demonstrasse mais interesse na venda. Não tinha, inicialmente, uma preferência por modelo específico de moto. O prejuízo, nesse momento, é difícil de estimar. São realmente muitas ocorrências”, explicou o delegado Ricardo Oliveira, da 5ª DP.

Há indícios de que o preso atuava cometendo outras modalidades de estelionato e extorquindo mulheres na internet.

Últimas notícias