Arrastão perto do Centro Comunitário da UnB deixa 2 esfaqueados

Sete adolescentes foram apreendidos pela Polícia Militar na noite dessa quinta-feira (24/10/2019)

Divulgação/UnBDivulgação/UnB

atualizado 25/10/2019 19:21

Sete adolescentes foram apreendidos, na noite dessa quinta-feira (24/10/2019) pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), após fazerem arrastão durante evento perto do Centro Comunitário da Universidade de Brasília (UnB).

Segundo a corporação, o grupo abordou diversas pessoas no estacionamento e levou celulares, notebooks e correntes. Dois irmãos, vítimas do bando, ficaram feridos após serem esfaqueados na mão e levados ao hospital.

De acordo com a PMDF, um adolescente foi apreendido com um celular roubado ainda no local. Nas proximidades, os outros infratores também foram apreendidos portando mochila com um notebook roubado.

Todos os envolvidos foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

De acordo com a UnB, não houve registro de festas no campus Darcy Ribeiro na noite de quinta-feira (24/10/2019). Entretanto, “a diretoria de segurança da Universidade de Brasília tomou conhecimento da ocorrência de furtos em área próxima ao Centro Comunitário, entre o estacionamento e o antigo Clube do Servidor. A Diseg já verificou as imagens do circuito de videomonitoramento e disponibilizou o material à polícia”, destacou a instituição, em nota.

A administração da UnB ressaltou ainda que “tem feito esforços para a melhoria da segurança nos campi da Universidade, com a implementação de estratégias e medidas de reconhecido êxito”. No campus Darcy Ribeiro, por exemplo, de acordo com a UnB, houve redução significativa das ocorrências (-86%) na comparação entre janeiro e setembro de 2019 com o mesmo período do ano passado. “O campus, entretanto, é aberto e integrado à Asa Norte, o que traz desafios adicionais”, assinalou.

De acordo com informações da Divisão de Comunicação da PCDF, a ocorrência foi registrada na 2ª DP (Asa Norte). Dois jovens de 19 anos compareceram ao local e informaram que foram vítimas de roubo e lesão corporal praticados por pessoas desconhecidas. As vítimas disseram que participavam de um happy hour em frente ao Centro Comunitário e visualizaram brigas isoladas. Em seguida, um grupo se aproximou, segurou uma delas e exigiu o celular. A delegacia investiga o caso.

Últimas notícias