metropoles.com

Após marcarem encontro na OLX, bandidos roubam carro de vendedor

Câmeras de segurança de posto de gasolina da Asa Sul flagraram a ação dos criminosos. Caso aconteceu no último dia 20

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Especial para o Metrópoles
Brasília (DF), 25/11/2017 Arma de fogo
1 de 1 Brasília (DF), 25/11/2017 Arma de fogo - Foto: Hugo Barreto/Especial para o Metrópoles

Uma das maiores plataformas para compras e vendas on-line, o site OLX tem virado ferramenta para criminosos. Assaltantes do Distrito Federal se aproveitaram do portal com milhões de acessos mensais para armarem uma emboscada. A vítima da vez combinou um encontro com um possível comprador, mas, no local acordado, teve o veículo que seria vendido roubado. O crime ocorreu na sexta-feira da semana passada (20/7) e foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Em junho, a vítima, um estudante que pediu para não ser identificado, anunciou seu carro, um Fiat Stilo 2008 modelo 2009, no site por R$ 23 mil e recebeu mensagens de um interessado. Identificado como Gilberto, o suposto comprador pediu para olhar o veículo pessoalmente.

O local escolhido pelo estudante para o encontro foi um posto de gasolina da 310 Sul, com câmeras de segurança. No entanto, nem o circuito interno foi capaz de inibir a ação dos bandidos, que durou poucos minutos.

Os vídeos obtidos com exclusividade pelo Metrópoles (veja abaixo) mostram o modus operandi. Por volta das 18h50, dois homens armados chegam pelas costas do proprietário e o rendem. Um dos assaltantes entra no veículo e manda o vendedor fazer o mesmo, mas uma falha nas travas elétricas atrapalha os criminosos, que decidem fugir com o carro da vítima em alta velocidade.

De acordo com o dono, o veículo, placa HIR-4281, não tinha seguro e, até esta sexta (27), não havia sido recuperado pela Polícia Civil.

0

 

“Plataforma insegura”
Segundo o rapaz, a prática não é novidade no site. Ele já havia sido roubado em outra oportunidade. “Levaram um jogo de pneus meu. É a segunda vez que isso acontece. A plataforma é muito insegura e vender qualquer coisa no site virou um risco”, conta.

Em 2017, a Polícia Civil do Distrito Federal chegou a prender quatro pessoas acusadas de aplicar golpes no site. O grupo estava sendo investigado pela 26ª DP (Samambaia) por mais de 50 ocorrências.

Eles compraram veículos (carros e motos), celulares, tablets, videogames, relógios, joias, roupas e até mesmo cachorros de raça. Para enganar as pessoas que vendiam produtos pelo site, integrantes da quadrilha marcavam de buscar as mercadorias de interesse e levavam um comprovante falso de transferência bancária. Depois, os criminosos revendiam os artigos.

O que diz a OLX
Por meio de nota, a OLX disse que “a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples”.

Ainda segundo a plataforma, toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários.

“Infelizmente, algumas vezes as ferramentas disponíveis no mercado são utilizadas por terceiros de má índole. A empresa repudia este tipo de atitude, pois vai contra as regras da OLX”, disse, acrescentando que, diariamente, cerca de 500 mil novos anúncios são inseridos no site.

A plataforma disponibiliza um botão de denúncia em todas as páginas de produtos anunciados, possibilitando que qualquer pessoa notifique eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nesses casos, a empresa consegue deletar o anúncio e banir o usuário.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações