A 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) investiga outro caso de invasão em escola do Plano Piloto, ocorrido nesta terça-feira (12/2). Desta vez, um homem de 27 anos entrou, sem autorização da direção, na creche Fundação Cabo Frio, localizada na 608 Norte, e foi flagrado pelo segurança da unidade educacional.

O suspeito, então, foi imobilizado pelo funcionário, que acionou a polícia. O invasor afirmou que procurava abrigo dentro da creche, pois “estaria sendo perseguido por alguns desafetos, em razão de desentendimentos diversos”, segundo informou a PCDF.

Na 5ª DP (área central), para onde foi encaminhado inicialmente, o “suspeito foi qualificado, ouvido e liberado”. A reportagem tentou contato com a Fundação Cabo Frio, mas foi informada pela diretora que a unidade não irá se posicionar sobre o caso.

Outro caso
Na semana passada, o ex-policial civil Edilson Menezes Cruz tentou invadir uma escola na Asa Norte, mas acabou detido pela Polícia Militar e levado para a 5ª DP. A presença dele na vizinhança do colégio Pedacinho do Céu estava tirando o sono de moradores, pais, funcionários da escola e alunos.

Segundo o Metrópoles apurou, o homem que tentou invadir o colégio já foi condenado por ato obsceno e responde por estupro de vulnerável. Edilson acabou expulso da Polícia Civil.

Em novembro de 2015, ele abordou duas meninas, uma de 11 e outra de 15 anos, em uma parada de ônibus na Via Estrutural, e começou a falar sobre a própria vida sexual. Em seguida, tirou o pênis da calça, mostrou às crianças e disse: “Viu como é grosso?”. No dia seguinte, avistou uma das meninas novamente e insistiu que ela o acompanhasse até sua casa e lhe desse o número de telefone.