*
 

O policial militar Rogério Rodrigues Gonçalves pede ajuda, por meio das redes sociais, para bancar o tratamento do filho Paulo Gonçalves de Souza, de apenas um ano. Ele foi diagnosticado com leucemia linfoblástica lguda pró-B no ano passado e, desde então, luta para vencer a doença. O pequeno está internado no Hospital da Criança de Brasília José Alencar.

Paulo e a irmã gêmea Maia Gonçalves de Souza nasceram prematuros, com 32 semanas. Aos dois meses, o garotinho recebeu o triste diagnóstico. A família conta que, de acordo com os médicos, ele estava respondendo bem ao tratamento. Em junho deste ano, a criança aguardava um doador 100% compatível para o transplante de medula óssea. No entanto, foram realizados novos exames e constatou-se uma recaída precoce, a leucemia havia voltado.

Foi necessário retomar as sessões de quimioterapia. A necessidade do transplante se tornou mais urgente. Como o câncer é raro, para não ter risco de rejeição, o pai será o doador. “Desde setembro do ano passado, estou afastado do serviço. Neste período, já tivemos muitos gastos, temos nos privado de algumas coisas e, mesmo assim, não está sendo suficiente para mantermos os gastos”, explicou.

Por decisão médica, o transplante será realizado em Curitiba (PR). O procedimento será conduzido por uma equipe especializada do Hospital Nossa Senhora das Graças. Para que tudo corra bem, a família terá que ficar na cidade por, no mínimo, cinco meses.

“Vamos necessitar da solidariedade de todos que puderem nos ajudar neste momento, pois desde setembro de 2015 estamos empenhados em busca da cura de nosso filho, primeiramente nos apegando com Deus em nossas orações, com a equipe médica, nossos familiares e amigos”, destacou Cíntia.

Doações
Rogério Rodrigues Gonçalves
Banco: BRB
Agência: 241
Conta Corrente: 005826-9
CPF: 881.881.591-15
Telefone: (61) 99855-4377

Cíntia Lopes de Souza Gonçalves
Banco: Bradesco
Agência: 2057-5
Conta Corrente: 0534530-8
CPF: 036.054.121-65
Telefone: (61) 99664-9990

 

 

COMENTE

doaçãopolicial militarleucemia
comunicar erro à redação

Leia mais: Saúde