Mulher é picada por escorpião no pronto-socorro do Hospital de Base

Liane Palha Kruel acompanhava a mãe quando levou a ferroada do animal peçonhento

Imagem cedida ao MetrópolesImagem cedida ao Metrópoles

atualizado 20/10/2018 13:00

Uma mulher de 56 anos foi picada por um escorpião, dentro do Instituto Hospital de Base (IHB), na noite dessa sexta-feira (19/10). Liane Palha Kruel acompanhava a mãe no pronto-socorro da cardiologia, e o animal estava no chão da unidade quando a atacou.

Ela não percebeu a presença do aracnídeo peçonhento e só o viu quando sentiu a dor da ferroada. Segundo Liane, o local estava limpo e o atendimento foi rápido. “O socorro veio imediatamente. Me colocaram em uma ambulância e me levaram para o Hran [Hospital Regional da Asa Norte]. Eu recebi as medicações e pedi para ser liberada”, narra.

A paciente recebeu os medicamentos por meio de soro intravenoso. “Só peguei os remédios e voltei. Pediram para eu ficar lá para observação, mas eu precisava cuidar da minha mãe”, explica. Segundo Liane, a mãe e outros pacientes estão com muito medo de também serem vítimas do veneno do animal.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que a paciente recebeu assistência dos servidores do próprio IHB. Ela foi levada posteriormente ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), unidade especializada neste tipo de ocorrência. “Os servidores do IHB acompanharam todo o atendimento, que consistiu na medicação e administração de soro. A paciente teve alta, sem complicações”, destacou a pasta.

Ainda na nota, a secretaria disse que a direção do IHB tem tomado medidas para evitar o aparecimento de escorpiões na maior unidade de saúde do Distrito Federal. Entre elas, retirada de entulhos e vedação de frestas, bem como o controle de pragas como baratas, que podem atraí-los.

Últimas notícias