GDF inclui ayurveda, laya yoga e terapia antiestresse na rede de saúde

Portaria que inclui técnicas alternativas na Política Distrital de Práticas Integrativas em Saúde foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (07/06/2019)

iStockiStock

atualizado 07/06/2019 16:58

Uma portaria da Secretaria de Saúde publicada nesta sexta-feira (07/06/2019), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), inclui três novas terapias alternativas na rede pública. A medida faz parte da Política Distrital de Práticas Integrativas em Saúde (PDPIS).

De acordo com a publicação, foram incluídas a ayurveda, laya yoga e a técnica de redução de estresse (TRE) em toda a rede de saúde do DF. “As três práticas já vêm sendo multiplicadas na rede através de capacitações de novos servidores e estão presentes nos serviços de saúde do DF, havendo a necessidade de serem incluídas na PDPIS”, esclarece  o texto.

Veja a publicação:

Divulgação/DODF

A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares  (PNPIC) do Ministério da Saúde foi criada em 2006 e instituiu no Sistema Único de Saúde (SUS) abordagens da medicina alternativa, como fitoterapia, acupuntura, homeopatia, entre outras.

Cada município é responsável por oferecer os serviços à população nas unidades de atenção básica. No entanto, nem todas as cidades oferecem a totalidade das terapias que constam no PNPIC, uma vez que cada Estado pode optar pelas práticas em que há demanda.

De acordo com o Ministério da Saúde, desde a criação da política em 2006, mais de 5 mil estabelecimentos passaram a oferecer terapias alternativas.

Últimas notícias