Com dores abdominais, mulher morre ao chegar no Hospital de Sobradinho

Beatriz Viana da Silva, 19 anos, sofreu parada cardiorrespiratória e equipe médica tentou reanimá-la por 45 minutos

Google Street View/ReproduçãoGoogle Street View/Reprodução

atualizado 13/05/2019 13:12

Uma mulher sofreu uma parada cardiorrespiratória, nesse sábado (11/05/2019), enquanto era transportada pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal ao Hospital Regional de Sobradinho e não resistiu. Beatriz Viana da Silva, 19 anos, sentia dores abdominais quando chamou o serviço de emergência da corporação.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a equipe do Hospital Regional de Sobradinho prestou os primeiros atendimentos logo quando a paciente chegou com a equipe militar. Segundo os bombeiros, “ela já chegou em parada cardiorrespiratória e, conforme as normas de urgência e emergência em clínica médica e cardiologia, foi realizada manobra de reanimação por mais 45 minutos, mas não houve resposta”.

Ainda segundo a direção do Hospital Regional de Sobradinho, “o atendimento a pacientes graves, mesmo quando há restrição na porta, não deixa de ser prestado”. Não houve registro de abertura de ficha no HRS nem na Unidade de Pronto Atendimento Sobradinho pela paciente, informou a pasta ao Metrópoles.

Últimas notícias