*
 

Baleado no rosto por criminosos em Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal, o sargento da reserva da Polícia Militar do DF José Carlos da Silva passou por cirurgia para retirada do projétil no Instituto Hospital de Base (IHB). Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas seu estado é estável.

O caso é tratado como tentativa de latrocínio. Segundo os colegas, José dormia no sofá de casa nessa quarta-feira (7/11), em Luziânia, quando os ladrões entraram no local. Um deles portava arma de fogo; o outro, uma faca. A mãe do sargento teve a lâmina colocada na garganta, momento em que José teria se desesperado. Ele acabou levando um tiro no nariz. A bala atravessou seu pescoço, sem atingir pontos vitais.

O militar foi socorrido por seus colegas, que souberam do ocorrido por meio do rádio da corporação. “O lugar onde ele mora é de difícil acesso, então conseguimos chegar antes da ambulância. Ele estava sagrando muito no rosto e na barriga. Não dava para saber onde era o ferimento”, relata o sargento Raimundo.

José está na UTI, sedado e inconsciente. A Polícia Militar informou que os homens que atiraram no sargento são suspeitos de outros crimes na área, principalmente roubo em comércio.

Acidente
O crime ocorreu um dia após uma sargento do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ficar gravemente ferida. Ela foi atingida por um motorista alcoolizado. A policial Carla Zambele Junqueira pilotava uma motocicleta e sofreu uma fratura exposta no fêmur. O acidente ocorreu por volta das 23h de terça (6), na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) Norte, altura do Balão do Colorado.

Segundo a PMDF, o condutor responsável pelo acidente foi submetido ao teste do bafômetro, o qual constatou um nível de 1,13 ml de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. O homem foi preso e encaminhado para a 5ª Delegacia de Polícia (Área Central).

Por volta de 1h de quarta (7), a policial passou por cirurgia. Uma major médica da PMDF acompanhou o procedimento e conversou com a família da vítima. A corporação informou que a sargento está bem e, assim que possível, será transferida para um hospital conveniado.