Recorde: DF vacinou mais de 25 mil pessoas contra Covid-19 nessa 2ª

Número é o maior registrado desde o início da aplicação das doses. Agendamento continua aberto

atualizado 15/06/2021 20:38

Vacinação no Parque da Cidade para pessoas com 59 anosArthur Menescal/Especial Metrópoles

O Distrito Federal teve 25.550 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nessa segunda-feira (14/6). O número é um recorde na capital desde o início do ciclo de imunização, informa a Secretaria de Saúde (SES).

O agendamento da vacinação também tem tido alta procura. No dia 11 de junho, foi aberto o processo para o período de 12 a 18 de junho, sendo ofertadas 123.424 vagas. Só em três dias já tinham sido agendadas 120 mil pessoas para receberem a vacina durante a semana.

A marcação continua aberta para rodoviários e pessoas com comorbidades a partir dos 18 anos e pode ser feito pelo site vacina.saude.df.gov.br. A marcação de pessoas com 50 anos ou mais chegou a ser suspensa, mas foi liberada novamente nesta terça-feira após remanejamento de doses.

Dados totais da SES mostram que, até o início desta semana, 460 mil agendamentos já tinham sido realizados e 280 mil indivíduos se cadastraram como prioritários ou com comorbidades. O dia com o maior número de aplicações da primeira dose havia sido, até então, 30 de abril, com 23.601 pessoas iniciando a imunização.

Cobertura vacinal

Até o momento, o DF já vacinou 782.763 pessoas do grupo prioritário, O que corresponde a 33,89% de cobertura vacinal da população com 18 anos ou mais. Com a segunda dose, foram vacinados 327.448, cuja cobertura atingiu 14,18%.

0

Consideradas as coberturas por idade, o grupo de indivíduos com 80 anos ou mais atingiu 125,75%, seguido pelo grupo de 75 a 79 anos, com 113,07% de cobertura. Com a segunda dose, a cobertura atinge 111,96% em quem tem 80 anos ou mais e 101,45% no grupo de pessoas com 75 a 79 anos.

As coberturas em grupos que superam os 100% se explicam pelo fato de terem sido aplicadas vacinas além da expectativa do público dessas faixas etárias. Isso ocorre porque muitas pessoas que residem em outras unidades da federação se vacinaram no DF.

Últimas notícias