Ratos invadem área de restaurantes no Sudoeste. Veja vídeo

Após imagem circular pelas redes sociais, Vigilância Ambiental foi à Quadra 101 e fez aplicação de produto químico

Michael Melo / MetrópolesMichael Melo / Metrópoles

atualizado 07/08/2018 13:03

Um vídeo que circulou pelas redes sociais no Sudoeste, um dos bairros mais nobres da capital do país, chamou a atenção dos moradores da capital. Na imagem, ratos correm de um lado para o outro sob contêineres que ficam em frente ao Bloco B da Quadra 101, onde estão lojas e restaurantes.

As pessoas que gravaram o vídeo se assustam. “Isso aqui é no Sudoeste. Olha o tanto de ratos”, diz uma mulher. Um dia depois de o vídeo circular, a reportagem esteve no local. Por volta das 10h desta terça-feira (7/8), a Vigilância Ambiental colocou veneno nos bueiros.


Responsável pelo trabalho, o agente ambiental Evandro Sousa explicou que o material utilizado é pó de contato, que deverá ser colocado uma vez por semana, durante 20 dias. “Aqui tem uma colônia de oito a 12 ratos, não mais do que isso”, garantiu.

O administrador do Sudoeste, Hélio dos Santos, acompanhou o trabalho. Ele apontou dois problemas. O primeiro: como as raízes das árvores estão levantando a calçada, há brechas para a circulação de ratos. Santos garante já ter pedido providências à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Além disso, ele mostra que os contêineres estão furados e, com o chorume que sai dos sacos de lixo, os animais são atraídos até os alimentos. “Tem ainda o problema da falta de conscientização dos comerciantes, que devem acomodar melhor os resíduos”, ressaltou.

Pessoas que trabalham no condomínio se mostraram incomodadas com a situação. “Há dois bueiros com a tampa quebrada. A administração não tomou nenhuma medida e os ratos saem”, afirmou uma delas, que pediu para não se identificar. “É lamentável. Ruim para gente, que trabalha no ramo de alimentos”, completou um sushiman. A colônia de ratos fica mais numerosa após as 22h, quando o movimento de clientes diminui.

Em nota, a Secretaria de Saúde informa que a equipe de Vigilância Ambiental de Zoonoses inspecionou o local na sexta-feira (3). “Durante a visita, os profissionais orientaram a população, realizaram vistoria para identificar a presença de roedores urbanos e fizeram o controle químico para eliminá-los”, pontuou.

De acordo com a pasta, a equipe também verificou se as lixeiras estavam sendo fechadas corretamente, bem como se os moradores dos arredores estavam realizando o descarte adequado de resíduos, em especial, os alimentares, que atraem essa população de ratos.

“A Vigilância ressalta que a população precisa adotar as medidas de prevenção para evitar a proliferação de roedores. Além do destino adequado de resíduos, a pasta orienta ao morador que, ao observar grande concentração de ratos, solicite a inspeção pela Ouvidoria da Secretaria de Saúde, no telefone 160”, concluiu.

O advogado do Espaço Sudoeste, Alexandre Kennedy, responsável por um dos contêineres que aparecem no vídeo, afirma que o problema não é do restaurante.

 

Últimas notícias