*
 

O Partido dos Trabalhadores (PT) pediu, nesta terça-feira (6/9), a cassação do mandato da deputada distrital e ex-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) Celina Leão (PPS). A petição foi protocolada à tarde.

Celina é uma das parlamentares envolvidas no Bonde da Propina, um grupo de parlamentares que aprovou uma emenda às pressas no fim do ano passado destinando R$ 30 milhões de sobras orçamentárias da Casa para o pagamento de contratos atrasados de empresas que prestam serviço de UTI no DF. Como contrapartida, eles teriam recebido propinas. O caso é investigado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) no âmbito da Operação Drácon.

“O PT-DF entende que os fatos ocorridos nos últimos dias envolvendo a presidente da Câmara Legislativa, deputada Celina Leão, do PPS do Distrito Federal, fartamente noticiados pela imprensa local e nacional, envergonham Brasília e não podem ficar impunes”, disse o partido, em nota.

A legenda embasou o pedido de cassação em uma suposta quebra de decoro parlamentar, abuso de prerrogativas e violação dos preceitos constitucionais, improbidade e desvio de finalidade administrativa e por uso de emendas parlamentares com indício de corrupção.

Na nota, o PT ainda avalia que Celina estaria “desrespeitando” outras autoridades e “ameaçando” deputados, além de supostamente “divulgar mentiras” para tentar encobrir aquilo que o partido chama de “desmandos e infrações à lei” que teriam sido cometidas durante a sua gestão como presidente da CLDF.

 

 

COMENTE

ptCelina Leãobonde da propina
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito