Promotores do MPDFT inspecionam 12 unidades socieducativas da capital

O DF tem 749 jovens em cumprimento de medida socioeducativa, sendo 606 internados e 143 na semiliberdade

atualizado 27/01/2021 19:20

MPDFTRICARDO BOTELHO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Representantes do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) retomaram as visitas presenciais às unidades socioeducativas de internação, nesta quarta-feira (27/1). As duas unidades percorridas em 2021, até o momento, foram as do Gama e de São Sebastião. Ao todo, desde o início da pandemia do novo coronavírus, 12 centros de internação para adolescentes infratores em 2021 foram percorridos.

Nas Unidades de Internação na capital do país existem 749 jovens em cumprimento de medida socioeducativa de internação, 606 internados e 143 na semiliberdade. Nas inspeções, os promotores de Justiça avaliam se há alguma violação de direitos e se a estrutura, as atividades oferecidas (escolares, profissionalizantes e de recreação), as condições de saúde e a alimentação estão adequadas para proporcionar aos socioeducandos as melhores condições para o processo de ressocialização.

Nos encontros, os adolescentes questionaram, principalmente, sobre a retomada das saídas externas, que continuam suspensas como medida preventiva à disseminação da Covid-19. Os profissionais aproveitaram para perguntar sobre a vacinação contra a doença no sistema socioeducativo. O MP explicou que a definição sobre tais questões depende dos desdobramentos da pandemia no DF.

As visitas presenciais deverão se repetir a cada dois meses. De acordo com o MPDFT, em todas as unidades estão sendo seguidos os protocolos para se impedir a disseminação da Covid-19.

Últimas notícias