Preso da Papuda morre após tomar superdosagem de remédios controlados

Quando ainda estava consciente, o interno teria dito a policiais penais que havia ingerido os medicamentos para controlar crise de ansiedade

atualizado 04/03/2021 18:09

Complexo Penitenciário da PapudaRafaela Felicciano/Metrópoles

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) abriu inquérito para investigar as circunstâncias da morte de um detento do Complexo Penitenciário da Papuda, na manhã desta quinta-feira (4/3). O interno estava em uma das celas do Bloco 6 do Centro de Detenção Provisória (CDP) e teria morrido após ingerir uma superdosagem de medicamentos controlados.

Servidores da unidade prisional encontraram Carlos Campelo Neto, 25 anos, se contorcendo no assoalho da cela por volta de 7h20, durante a revista de rotina.

O Serviço de Atendimento  Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas o presidiário não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.

Quando ainda estava consciente, o interno teria dito a policiais penais que havia ingerido os remédios para controlar uma crise de ansiedade. O corpo passará por necropsia, que apontará com precisão qual medicamento foi responsável pela morte do homem.

O caso será apurado pela 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião).

Últimas notícias