Prato Cheio: 4.330 pessoas perderão benefício se não ativá-lo até 7/7

Programa disponibiliza seis parcelas mensais de R$ 250 para compra de produtos alimentícios

atualizado 25/06/2021 19:26

alimentaçãoRafaela Felicciano/Metrópoles

Os beneficiários do Cartão Prato Cheio que não o ativarem até 7 de julho perderão o direito de usar a quantia de R$ 250 mensais para a compra de alimentos. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), 4.330 pessoas têm até esta data para retirar o cartão em uma das agências do Banco de Brasília (BRB) e fazer o desbloqueio.

Passado o prazo, o benefício será transferido para outra pessoa. Quem estiver em dúvida sobre o benefício deve consultar essa situação no site GDF Social, portal onde também é informado o local de retirada do cartão.

A entrega foi iniciada no início de abril e as equipes da Sedes realizaram mutirões de busca ativa. Atualmente, cerca de 35 mil pessoas são beneficiárias do Cartão Prato Cheio em todo o Distrito Federal.

“O Programa Cartão Prato Cheio leva dignidade para famílias de todo o Distrito Federal. O governo substituiu a limitada distribuição de cestas básicas por uma iniciativa que dá a uma mãe de família o poder de escolher no mercado aquilo que seus filhos precisam”,  afirmou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Todas as pessoas que recebem o benefício passaram por atendimento social em um dos centros de Referência de Assistência Social (Cras) e tem uma lista de novos nomes no Sistema Integrado de Desenvolvimento Social (Sids) dos cadastrados.

O programa disponibiliza seis parcelas mensais de R$ 250 para uso na função débito em estabelecimentos que vendem gêneros alimentícios. (Com informações da Sedes)

Mais lidas
Últimas notícias