*
 

A reforma administrativa do Governo do Distrito Federal está a todo vapor. A Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável deve mudar de titular. O atual chefe da pasta, Arthur Bernardes (PSD), pode deixar o cargo nos próximos dias. No lugar dele, assumiria Antônio Valdir Oliveira Filho, diretor-superintendente do Sebrae/DF.

Na dança das cadeiras, a deputada Sandra Faraj (Solidariedade), que está sendo investigada pelo Ministério Público e pela Câmara Legislativa por suposto desvio de verba indenizatória, também perde espaço no GDF. O atual chefe da Sejus, Marcelo Lourenço, indicado pela distrital, deve ser substituído por Bernardes.

A mudança contempla o PSD na Sejus e ainda coloca na SDE um gestor focado em melhorar e dar um rumo para o Pró-DF, o Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo do Distrito Federal.

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) pretende fazer uma série de mudanças para otimizar a gestão. No início do ano, ele trocou nomes nas administrações regionais para fortalecer aliados. Aprovou ainda o projeto para criar a Secretaria de Comunicação e parte para o embate na tentativa de mudar a imagem de governo ineficiente.