Equipe de Bolsonaro quer Hospital de Base em alerta no dia da posse

O instituto coordenará algumas ações de apoio, como unidade de referência em alta complexidade em urgência e emergência

Divulgação / IHBDFDivulgação / IHBDF

atualizado 27/11/2018 23:15

O Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) ficará alerta em 1°de janeiro, dia da posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). A unidade foi escolhida como referência em alta complexidade em emergência para atender qualquer fato que necessite de atuação médica.

“A gente espera que nada ocorra. Porém, em caso de qualquer necessidade, estaremos a postos”, afirmou o diretor-presidente do IHBDF, Ismael Alexandrino. O gestor e o superintende de administração da unidade, general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, receberam a equipe da transição e posse da Presidência da República. O grupo verificou as instalações e insumos da unidade nesta terça-feira (27/11).

No último dia 19, Alexandrino e Pafiadache se encontraram com o vice-presidente da República eleito, general Hamilton Mourão (PRTB). “A área federal da saúde vê com bons olhos a gestão do IHBDF, como um modelo alternativo de sustentabilidade do SUS [Sistema Único de Saúde]. Havia essa ansiedade mútua de conversar”, contou Ismael, à época.

O Instituto Hospital de Base tem personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, de interesse coletivo e de utilidade pública. A entidade é gerida por um conselho de administração, formado por 11 integrantes, e tem como presidente nato o secretário de Saúde.

A mudança para instituto permite ao hospital sair das amarras impostas pela Lei de Licitações (8.666/93), principalmente sobre regras de contratação de servidores públicos.

Últimas notícias