*
 

O deputado federal e presidente do diretório regional do DEM no Distrito Federal, Alberto Fraga, viajou com passagens pagas pela Câmara dos Deputados e desfrutou dos atrativos de Aracaju (SE). O parlamentar foi oito vezes – somente nesta legislatura – para a cidade nordestina, de acordo com dados do site da Casa.

Fraga curtiu praias e outros pontos turísticos, além de visitar os familiares moradores de Aracaju. Os passeios foram registrados e divulgados pelo próprio congressista nas redes sociais. Informações disponibilizadas no Portal da Câmara dos Deputados apontam que o transporte de idas para a capital sergipana e de voltas para Brasília custou em torno de R$ 10 mil aos cofres públicos desde 2015.

Os bilhetes aéreos foram emitidos em: abril, julho e setembro de 2015; fevereiro, março e julho de 2016; janeiro e dezembro de 2017 (ida); e janeiro de 2018 (volta). Todos se referem ao atual mandato – o quarto do coronel da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

As redes sociais são vitrine dos momentos de sombra e água fresca do parlamentar. Das oito vezes nas quais foram emitidas passagens para Aracaju, em cinco Fraga postou fotos de lazer: em abril e julho de 2015; julho de 2016; janeiro de 2017; e no Réveillon de 2018. Embora o site da Câmara não informe a data de embarque, os períodos de registro dos bilhetes e das imagens postadas pelo político na internet são próximos.

A última viagem para Aracaju bancada pela Casa ocorreu entre o fim de 2017 e o início de 2018. A passagem de ida, pela Avianca, emitida em 18 de dezembro de 2017, custou R$ 1.213,03. Para a volta de Fraga ao DF, a Câmara dos Deputados desembolsou R$ 618,49 por um bilhete, da mesma empresa aérea, comprado em 8 de janeiro de 2018.

No Instagram, o parlamentar compartilhou imagens em pontos turísticos de Aracaju. Mostrou também, por duas vezes, afinidade com uma atividade aventureira: “surfar” de buggy pelas dunas. Na primeira foto em Aracaju, postada em 23 de dezembro, Fraga aparece ao lado da esposa, Mirta Brasil. Em 6 de janeiro, fez uma pausa para articulação política e, em uma churrascaria, posou na companhia do deputado federal Mendonça Prado (DEM-SE).

Confira, na galeria abaixo, informações sobre a emissão dos bilhetes e fotos das viagens de Fraga postadas em redes sociais 

 

A Câmara detalhou as duas formas de aquisição de passagens aéreas: mediante emissão por Requisição de Passagem Aérea (RPA) ou por meio de reembolso. Os bilhetes examinados pelo Metrópoles estavam no campo destinado ao RPA.

De acordo com o órgão, nesse caso, a compra é feita diretamente com as companhias credenciadas. As empresas, então, encaminham as faturas à Câmara. Depois de publicadas as informações, os valores pagos são descontados da cota destinada ao parlamentar.

Outros destinos e resort em Floripa
Embora a destinação mais comum de Fraga seja Aracaju, o deputado eleito pelo Distrito Federal fez outros deslocamentos com passagens bancadas com dinheiro público. De acordo com o Portal da Câmara, ele embarcou uma vez para Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e Florianópolis (SC).

Para esse último destino, a passagem foi emitida em 10 de agosto. No início do mês seguinte, ele compartilhou com os seguidores do Instagram momentos com a família em um resort da cidade.

 

O outro lado
Conforme informou a assessoria de Alberto Fraga, o deputado concilia a agenda de férias com compromissos parlamentares. Pontuou, ainda, que ele participa da vida política do estado onde nasceu – Fraga é natural de Estância (SE).

“Em janeiro deste ano, por exemplo, o parlamentar se encontrou com lideranças do DEM e participou de atividades do partido no estado”, detalhou. Esclareceu, ainda, que “ele participa de entrevistas, debates. Recentemente, esteve em uma rádio comunitária da cidade natal”.

Cota parlamentar
A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar é destinada a custear despesas exclusivamente vinculadas ao exercício do mandato, destacou em nota a Câmara dos Deputados. As atividades são liberadas para todo território nacional.

Além de passagens aéreas, marítimas ou fluviais, o benefício pode ser usado para outros serviços, como “telefonia, manutenção de escritórios de apoio à atividade parlamentar, assinatura de publicações, fornecimento de alimentação ao parlamentar, hospedagem, serviços de táxi, pedágio, estacionamento, combustíveis, lubrificantes e segurança”.

Os deputados do Distrito Federal têm direito a R$ 30.788,66 mensais, segundo a Câmara. Nesta legislatura, as despesas de Fraga somam R$ 1.215.899,94. O valor foi acumulado entre fevereiro de 2015 e março de 2018.

Ativo nas redes
Alberto Fraga é usuário assíduo das redes sociais. Às vezes, porém, envolve-se em polêmicas, como a divulgação de fake news sobre a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSol), assassinada a tiros em 14 de março deste ano. O fato desencadeou a instauração de um processo no Conselho de Ética que ameaça o mandato do parlamentar. À época, ele admitiu ter errado e excluiu o post.

Além da representação no Conselho de Ética da Câmara, Alberto Fraga é alvo de uma denúncia por calúnia enviada pelo PT à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, do Ministério Público Federal (MPF).

 

 

COMENTE

Câmara dos Deputadosalberto fragaPassagens aéreas Câmara do Deputados
comunicar erro à redação

Leia mais: Política