CLDF adia análise sobre Robério e deputado pede licença de mais 3 dias

Distrital é investigado por falsidade ideológica por supostamente ter assinado a lista de presença em plenário enquanto viajava ao exterior

JP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 17/06/2019 21:18

A Mesa Diretora da Câmara Legislativa (CLDF) deverá se reunir, nesta terça-feira (18/06/2019), para decidir se dará continuidade ao pedido de cassação contra o deputado Robério Negreiros (PSD). A Procuradoria-Geral da Câmara Legislativa elabora o parecer sobre o caso que embasará a direção da Casa. O parlamentar ingressou, nesta segunda (17/06/2019), com uma nova licença de saúde para permanecer afastado dos trabalhos por mais três dias.

O pedido de cassação foi protocolado em 5 de junho pela organização não governamental (ONG) Adote um Distrital. Robério é acusado de ter assinado a lista de presença em plenário de sessões do ano passado realizadas enquanto estava em viagem aos Estados Unidos. Ele é investigado por falsidade ideológica pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de Contas do Distrito Federal (MPC-DF).

Há duas semanas, a Procuradoria analisa o caso e os indícios apresentados. Esse é praticamente o mesmo período em que o deputado Robério Negreiros está afastado por motivo de saúde. “Vamos esperar para analisar o parecer. Tendo ele em mãos, vou informar os membros da Mesa e chamá-los para uma reunião”, avisou o presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB).

Nos bastidores, membros da Mesa dizem que Robério tem se mantido quieto. Entretanto, segundo eles, pessoas ligadas ao deputado estariam levantando material sobre outros parlamentares que teriam cometido o mesmo tipo de irregularidade.

“Tudo dependerá do parecer. Se estiver bem embasado, não há como não acatar, mas não acho que seja um motivo tão grave para uma cassação, já que essa prática é bastante antiga e somente agora endurecemos as regras”, afirmou um dos colegas de Robério, que preferiu manter o anonimato.

Robério Negreiros nega que pessoas ligadas a ele estejam fazendo qualquer tipo de levantamento sobre os colegas de Legislativo. “Não há ninguém ligado a mim procurando casos de outros parlamentares. Isso não é fidedigno. Estou de licença médica e não participando da atividade parlamentar e nem da mesa diretora”, declara o distrital.

O que diz Robério

Em nota, Robério Negreiros disse “entender como saudável qualquer manifestação democrática de qualquer entidade”. “No entanto, refutamos qualquer tentativa de fazer parecer má-fé um erro formal que está sendo apurado e que será devidamente esclarecido no tempo certo e pelas instâncias competentes”, completou.

O distrital afirmou ainda que está tomando providências para comprovar que não descumpriu a lei. “Estamos levantando todas as informações corretas e os memorandos prévios da Casa de pedido de justificativa e eventuais falhas nos fluxos, para fins de esclarecimentos”, concluiu.

Últimas notícias