*
 

O ex-vice-governador do Distrito Federal Benedito Domingos foi preso na noite desta sexta-feira (4/3), no Hospital Santa Marta, em Taguatinga. A juíza Leila Cury, da Vara de Execuções Penais (VEP), determinou que médicos do Instituto Médico Legal (IML) fossem à unidade hospitalar para checar as condições de saúde do ex-deputado distrital de 81 anos.

Quatro agentes policiais de custódia ficaram responsáveis pela escolta de Domingos. Assim que receber alta, ele deve ser submetido a exame de corpo de delito antes da transferência para o Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário da Papuda. Por ter mais de 70 anos, ele ficará na ala destinada a presos vulneráveis.

Domingos foi internado na noite de quinta-feira (3), mesmo dia em que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou prendê-lo. O advogado Diogo de Myron Cardoso, que atua na defesa do político, afirmou que o ex-vice-governador teve problemas ligados ao coração, que a princípio, seria um pré-infarto, logo depois de ser comunicado da decisão do STJ.

Ao determinar a prisão imediata de Domingos, a Sexta Turma do STJ, por três votos a dois, acatou o pedido do Ministério Público — baseado no novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), de que a condenação em segunda instância já é suficiente para determinar a prisão — e remeteu o processo à instância inicial para início imediato do cumprimento da pena.

O ex-vice-governador foi condenado a 5 anos e 8 meses de prisão, acusado de envolvimento em fraudes de licitações. Empresas de seus filhos teriam sido beneficiadas em contratos superfaturados de decoração natalina.

Por meio de nota, o Hospital Santa Marta disse que “não está autorizado a prestar qualquer informação de paciente internado acautelado pela autoridade policial, em razão do sigilo médico e da garantia constitucional da privacidade”.