Polícia identifica um dos maiores ladrões de casas do DF. Saiba quem é

Homem agia em regiões nobres da capital, sempre portando faca ou arma de fogo. Em um dos crimes, a vítima foi agredida com um soco

atualizado 01/03/2021 12:43

Furto no Lago NorteReprodução

Um dos maiores ladrões de residências do Distrito Federal, Gilson Gondim Caló, 37 anos, conhecido como “Caburé”, foi preso nesta segunda-feira (1º/3). Foragido da Justiça, o homem foi localizado na Vila Telebrasília por agentes da Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (Dpoe), da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seape). A apuração do caso é conduzida pela 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte).

Gilson Caló é investigado pela prática de diversos furtos em residência e um roubo. Os crimes foram cometidos no Lago Norte e Lago Sul, todos no início deste ano. Segundo a PCDF, Gilson Caló é autor de ao menos 33 inquéritos policiais, cinco termos circunstanciados e já foi alvo de 24 ordens judiciais de prisão e internação.

Câmeras de segurança de uma casa no Lago Norte registraram a ação do ladrão em 7 de janeiro deste ano. Ele invade a residência e sai carregando uma bicicleta. Confira:

O delegado Tiago Carvalhoda 9ª DP, explica que o homem tinha uma vida voltada para o crime. “Gilson é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores autores de furto em residência do Distrito Federal. Ele basicamente furtou durante toda a vida”, disse.

Carvalho detalha que o bandido é suspeito de ter furtado pelo menos sete residências só no Lago Norte, todas no início do ano. “Inclusive, em uma destas ocasiões, uma das vítimas acabou encontrando ele na casa e foi agredida com um soco”, contou o policial.

Antes de ser preso nesta segunda-feira, o suspeito chegou a fugir de uma equipe de policiais da 9ª DP, na região da Vila Telebrasília, em 24 de fevereiro deste ano. A fuga se deu no momento em que o autor foi visto portando arma de foto do tipo revólver, calibre .32.

O armamento, de acordo com os investigadores, teria sido subtraído de uma residência da Asa Sul. Com isso, além dos furtos e roubos, ele também responderá pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. A possível subtração do revolver será investigada.

Veja a foto do suspeito:

Memória

Em 2012, Gilson Caló roubou uma lanchonete e dois restaurantes nas dependências da Câmara dos Deputados. Ele invadiu o local por volta de 2h da madrugada e levou um computador, sorvetes e chocolates dos três locais.

À época, ele estava em liberdade condicional e já colecionava 28 passagens pela polícia por furto. O criminoso já havia furtado as dependências da Casa legislativa outras três vezes.

Últimas notícias