Polícia Civil prende traficantes com maconha, skunk e haxixe no DF

Os policiais encontraram munições, porções de entorpecentes, armas e caderno com as anotações do tráfico

atualizado 12/04/2021 9:50

maconhaPCDF/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) intensificou as ações para reprimir o tráfico de drogas na capital federal nesse fim de semana. No domingo (11/4), equipe da 20ª Delegacia de Polícia (Gama) deflagrou a Operação Flor de Lotus, que resultou no cumprimento de três mandados de busca e apreensão e na prisão em flagrante de dois homens, um por tráfico e o outro por posse irregular de arma de fogo.

Nas buscas,os policiais apreenderam duas armas de fogo, 87 projéteis de diversos calibres, grande quantidade de entorpecentes, como maconha, skunk e haxixe, balança de precisão, máquinas de cartão de crédito, R$ 4 mil em dinheiro, uma faca com resquícios de maconha, celular e caderno contendo anotações da contabilidade do tráfico.

O nome da operação faz referência ao nome da tabacaria que o investigado mantinha para dar aparência lícita à conduta criminosa. A PCDF informou que as investigações continuam para apurar suposto crime de lavagem de capitais nesse estabelecimento comercial.

Homicídio 

Além dos entorpecentes, a corporação prendeu em flagrante um acusado de homicídio. No sábado (10), agentes da 23ª Delegacia de Polícia (P Sul) localizaram o jovem, de 22 anos, suspeito de matar o padrasto, de 45, com golpes de faca após uma briga envolvendo divergências familiares.

Agentes realizaram diligências desde as primeiras horas do dia para localizar o autor do assassinato, que estava foragido. Após trabalho de inteligência, os policiais prenderam o envolvido, que estava em via pública da QNQ 5, em Ceilândia.

Na ocasião, o criminoso tentou desviar a atenção da equipe e fugir. Cumpridas as formalidades legais, os presos foram recolhidos à carceragem da PCDF, onde se encontram à disposição da Justiça.

Últimas notícias