*
 

A Polícia Militar do DF apreendeu canivetes, bandeiras e mastros durante as manifestações pró e contra Lula na Esplanada dos Ministérios. A caçamba de uma viatura ficou lotada com o material. De acordo com a corporação, os objetos levam risco às pessoas que se encontram no protesto, uma vez que podem ser usados como armas em caso de conflito. Veja o vídeo:

 

De acordo com a PMDF, cerca de 2 mil pessoas  — 1 mil de cada lado — estavam no gramado da Esplanada por volta das 16h. No início da tarde, simpatizantes do Partido dos Trabalhadores lançaram uma bomba em direção aos PMs que faziam a segurança do Congresso Nacional, mas o artefato caiu na grama e não feriu ninguém.

Clima tenso
Um pouco antes do início do julgamento, o clima já era tenso entre os grupos. A Polícia Militar teve de de reforçar o policiamento na grade que separa os dos grupos. Dois homens chegaram a invadir o lado dos defensores de Lula e tiveram de ser contido por soldados. Em função da elevação dos ânimos, com xingamentos de ambas as partes, a tropa de choque da PMDF foi acionada a fim de evitar conflitos.

Gramado dividido
Devido aos protestos de grupos favoráveis e contrários ao ex-presidente, o gramado central foi dividido por duas fileiras de cercas. A interdição vai desde a Catedral até o limite com a Alameda dos Estados, em frente ao Congresso Nacional. No espaço entre as grades, PMs ficam posicionados a fim de evitar contato entre os dois lados.