Placas do Mercosul no DF serão debatidas em audiência pública

Novo modelo de emplacamento sofreu mudanças, como presença de QR code, e será obrigatório a partir de 31 de janeiro de 2020

Reprodução/GDFReprodução/GDF

atualizado 12/11/2019 12:46

Uma audiência pública está marcada para que a população do Distrito Federal tire dúvidas e debata o uso das placas do Mercosul na cidade. A convocação foi feita pela Casa Civil e o Detran, publicada na edição extra do Diário Oficial (DODF) de segunda-feira (11/11/2019). O encontro será na terça-feira (19/11/2019), às 15h, no salão Nobre do Palácio do Buriti.

Todo o país deve se adequar até 31 de janeiro de 2020. A Resolução 780/19 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em junho deste ano, determinou a implantação do novo modelo de emplacamento. Por exemplo: está com o Detran de cada estado e o DF a responsabilidade de credenciar as empresas estampadoras de placas.

Confira como ficará a placa:

Reprodução/GDF

Além disso, fica obrigada a impressão do QR code, que é um código de barras bidimensionais dinâmico com números de série e acesso às informações do banco de dados do fabricante. O objetivo dele é controlar produção, logística, estampagem e instalação das PIV (velocimetria por imagem de partículas) nos respectivos veículos, e verificar a autenticidade.

Em uma audiência pública, os brasilienses podem participar das políticas governamentais, debater, questionar e tirar dúvidas sobre o tema colocado em discussão. (Com informações da Casa Civil)

Últimas notícias