Pedreiro finge ser servidor com salário de R$ 20 mil para aplicar golpe em banco

O autor, de 65 anos, forjou um contracheque que simulava pertencer ao de servidor da secretaria DF Legal, do GDF. Ele foi preso em flagrante

atualizado 16/07/2021 14:50

viatura da PCDFReprodução

Um homem, de 65 anos, acabou preso em flagrante, nesta sexta-feira (16/7), por policiais da Coordenação de Repressão às Fraudes (Corf) quando tentava aplicar o golpe do empréstimo consignado. O suspeito, que trabalha como pedreiro, forjou um contracheque com salário de R$ 20 mil e tentou se passar por servidor da Secretaria DF Legal.

De acordo com as investigações, o suspeito entrou em uma agência bancária, na Asa Sul, logo após a abertura, por volta das 11h. No local, o golpista se apresentou como funcionário público e mostrou o contracheque com vencimentos brutos que passavam de R$ 20 mil.

Desconfiados, os funcionários do banco acionaram a Corf, que enviou uma equipe até o local. O pedreiro foi preso, em flagrante, por uso de documento falso quando tentava abrir a conta-corrente e pedir o empréstimo consignado. O autuado  tem antecedentes criminais por estelionato e formação de quadrilha.

Últimas notícias