PCDF: fábrica usava solução de ultrassom para fazer álcool em gel

No imóvel, localizado no Jardim Botânico, foram encontrados 200 frascos do material. O proprietário foi preso em flagrante

pcdfPCDF/Divulgação

atualizado 26/03/2020 11:11

A fábrica caseira de álcool em gel adulterado, que foi fechada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) nessa quarta-feira (25/03), usava solução de ultrassom para produzir a mercadoria. No imóvel, localizado no Jardim Botânico, foram encontrados 200 frascos do material. O proprietário acabou preso em flagrante.

O estabelecimento não tinha autorização para produzir qualquer saneante ou cosmético. Além dos frascos contendo o produto, devidamente rotulados e com gel em seu interior, os investigadores apreenderam o material utilizado para sua fabricação, entre eles, a solução para realização do exame de ultrassom.

O autuado em flagrante responderá por crime contra a saúde pública, cuja pena é de 10 a 15 anos. Após os procedimentos legais, o preso foi recolhido à carceragem da PCDF.

A investigação foi conduzida pela Coordenação de Repressão ao Crime Contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf) em conjunto com a Vigilância Sanitaria do DF. O delegado-chefe da Corf, Wisllei Salomão alerta que os consumidores que adquiriram produtos falsificados, vendidos como se fossem legítimos, não precisam sair de casa para comunicar o crime à PCDF. É possível fazer o registro da ocorrência na delegacia eletrônica.

Confira o alerta feito pelo delegado:

“A polícia está focada em coibir a ação de aproveitadores que estão se valendo deste momento de fragilidade para aplicar golpes que podem lesar não só o bolso mas a saúde das pessoas”, destacou o delegado Robson Cândido, diretor-geral da PCDF.

Confira imagens da operação:

0

Na última terça-feira (24/03), foi apreendido um lote de 588 unidades de álcool em gel falsificado. O material foi localizado em um loja da 512 Sul, após a PCDF receber informações anônimas.

De acordo com Cândido, o Departamento de Polícia Especializada (DPE) está mobilizado para atender as denúncias.

Últimas notícias