*
 

Passageiros e tripulantes do voo LA 4675, da companhia aérea Latam, que partiu de Boa Vista (RR) para Brasília na madrugada de quarta-feira (27/6), foram surpreendidos com um episódio inusitado. A viagem seguia tranquila quando, por volta das 6h, uma das passageiras, grávida de 7 meses, entrou em trabalho de parto, mobilizando médicos e comissários a bordo.

Em uma postagem no Facebook, a médica brasiliense Fabrícia Rocha Freitas conta os momentos de apreensão durante o voo. Segundo o relato da profissional de saúde, além dela, duas socorristas, comissários e comandante da aeronave auxiliaram no trabalho de parto da passageira, que teria nacionalidade venezuelana e deu à luz a uma menina.

O comissário pergunta: algum médico a bordo? Me prontifiquei. Ele fala que uma mulher, grávida de 7 meses, está com muita dor. Quando chego ao assento da passageira, venezuelana, a mesma está em franco trabalho de parto, a bolsa já havia rompido"
médica Fabrícia Rocha Freitas

Ainda conforme o relato de Fabrícia, o fato aconteceu com duas horas de voo, quando o avião estava a 35 mil pés de altitude. “A mulher aguentou, forte e em silêncio, as contrações. Em menos de 10 minutos, nasceu uma menina chorando forte, de 36 semanas, graças a Deus”, escreveu a médica.

 

A Infraero, administradora do Aeroporto Internacional de Boa Vista, confirmou o episódio. Segundo a empresa, em decorrência do parto inesperado, o piloto da aeronave optou por desviar a rota e realizar um pouso de emergência em Manaus (AM) para que a mãe e o bebê recebessem atendimento médico adequado.

Já a Latam disse estar prestando a assistência necessária para a passageira. De acordo com a companhia aérea, mãe e filha passam bem.