metropoles.com

Vizinho põe fogo em mato e incêndio mata idoso no Entorno do DF

Moacir de Azevedo, 65 anos, tentou combater as chamas e teve 85% do corpo queimado. O chacareiro morreu nessa terça-feira (13/9)

atualizado

Compartilhar notícia

Imagens cedidas ao Metrópoles
Fazenda ficou destruída
1 de 1 Fazenda ficou destruída - Foto: Imagens cedidas ao Metrópoles

Um incêndio atingiu uma chácara na Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal, na segunda-feira (12/9). O fogo consumiu casas, galinheiros, currais e matou mais de 30 animais. O aposentado Moacir de Azevedo, 65 anos, tentou combater as chamas, mas teve 85% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos. De acordo com a família, as chamas começaram após um vizinho colocar fogo em lixo no mato.

“Não é a primeira vez que ele coloca fogo no mato, mas nunca tinha acontecido uma tragédia como essa. O fogo veio em uma velocidade monstra e acabou com tudo que tínhamos aqui. O pior de tudo é que levou a vida do meu irmão embora. É uma tristeza inexplicável”, comentou Milton Valdemir de Azevedo, 63 anos.

O funcionário público aposentado explicou ao Metrópoles que o fogo começou no domingo (11/9) em uma mata distante na fazenda vizinha. Ele conta que chegou a ligar para o Corpo de Bombeiros, porém a ligação foi direcionada para o batalhão errado. Despreocupados, os dois irmãos não imaginaram que o fogo chegaria até a chácara deles.

Veja fotos impactantes de área afetada por incêndio no Parque Nacional

Veja fotos e vídeos do incêndio

0

 

Na segunda-feira, Moacir e Milton ficaram em alerta ao perceberem que o incêndio estava descontrolado. Os dois utilizaram uma mangueira para molhar a mata próxima da chácara. O objetivo era que as chamas não chegassem a prejudicá-los.

Área consumida em incêndio no Parque Nacional chega a 3,8 mil hectares

“Quando estávamos molhando a mata, o fogo consumiu tudo em uma velocidade enorme. Deu tempo de soltar alguns animais e gritei para meu irmão correr, mas já ouvi ele gritando por socorro. Quando olhei para ele só via fumaça”, lembrou Milton.

Moacir chegou a ser socorrido e levado a uma unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Regional da Asa Norte (Hran). O chacareiro não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã dessa terça-feira (13/9). Ele era funcionário da prefeitura da Cidade Ocidental.

A família registrou boletim de ocorrência na Delegacia da Cidade Ocidental. A Polícia Civil do Goiás (PCGO) investiga o caso.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações