Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Vídeo: veja momento em que carro invade parada, atinge 5 e mata mulher

Gisele Boaventura Silva, 54 anos, estava sentada no ponto de ônibus da plataforma superior da Rodoviária, e morreu ao ser arremessada

atualizado 06/07/2022 15:05

Carro após acidente na Rodoviária - MetrópolesDivulgação / PMDF

Imagens de câmeras de segurança próximas à Rodoviária do Plano Piloto, às quais o Metrópoles teve acesso, registraram o momento em que um carro atingiu a parada de ônibus na plataforma superior, na manhã desta quarta-feira (6/7). Gisele Boaventura Silva, 54 anos, que estava sentada no local, morreu após ser arremessada do viaduto e cair na Via N1, a cerca de 2 km do Congresso Nacional. Ela ainda teve as pernas amputadas.

Além de Gisele, outras quatro pessoas que estavam na parada de ônibus foram atropeladas pelo carro – um Kadett, placa MEL 6464-DF, conduzido por Ronaldo Soares Costa, 54. O motorista alega ter passado mal. Entre as vítimas, estão quatro adultos e uma criança de 5 meses. Uma mulher está internada em estado grave após ter sido prensada pelo veículo; ela é a mãe do bebê. Os outros dois atingidos são homens e estavam conscientes, assim como a garotinha, que recebeu alta médica.

Veja vídeos do acidente:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

 

 

 

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), maior unidade de saúde pública do DF.

“A mãe da bebê está em estado mais grave e com fratura na perna esquerda, que foi esmagada. A criança de colo apresentava rigidez de abdômen devido ao trauma que sofreu”, informou o tenente Abreu, do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), logo após o atropelamento.

A mulher de 40 anos, mãe da criança, foi removida das ferragens e transportada pelo CBMDF ao Hospital de Base. De acordo com militares que atenderam à ocorrência, no momento do socorro, ela apresentava fraturas de tíbia, fíbula e fêmur da perna esquerda, além de escoriações pelo corpo. Estava consciente, orientada e instável.

A menina foi amparada inicialmente por uma testemunha que estava na cena da tragédia e, em seguida, entregue aos militares. Ainda de acordo com os bombeiros, a bebê estava muito agitada e tinha uma fratura na tíbia e no pé. Também foi transportada pela equipe da corporação ao Hospital de Base.

Veja fotos da vítima:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Condutor diz que passou mal

Na delegacia, o motorista disse que dirigia o carro na velocidade da via, momento em que passou mal e desmaiou. Ele afirmou não se recordar do instante em que bateu o veículo na parada de ônibus. Destacou ainda que só depois do acidente ficou consciente e verificou o que tinha ocorrido. Neste momento, a equipe da PMDF já estava no local. O condutor esclarece que, com o acidente, acabou batendo a cabeça.

Veja fotos do local:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

O motorista também foi transportado para o hospital com um corte na testa. A polícia fez o teste do bafômetro, que deu negativo. No banco do carona, seguia a esposa do motorista, que não se feriu gravemente.

Testemunhas relataram que o homem ultrapassou uma van e outro veículo e, em seguida, invadiu violentamente a parada. “Supostamente, ele teria passado mal e convulsionado no momento da colisão”, contaram as pessoas que estavam no local logo após o acidente.

O analista financeiro Guilherme Fernandes Coelho, 36, testemunhou o acidente. Minutos antes do colisão, ele tinha descido na Rodoviária. O trabalhador embarcaria no transporte da empresa para o trabalho no Setor de Abastecimento Norte (SAAN), mas foi surpreendido pelo carro desgovernado.

“Ele (motorista) saiu da pista que passa entre a Rodoviária e o estacionamento lateral. Em alta velocidade, foi fazer a curva e bateu. Parecia que tinha perdido o controle”, contou.

Veja imagens do local após a ocorrência:

“Criança caiu nos meus pés”

A doméstica Vaneide Antunes, 35, aguardava na parada de ônibus para ir ao trabalho no momento do acidente.

Ela conta que ouviu um estrondo e, quando percebeu, o acidente já havia acontecido. “O bebê estava no colo da mulher e caiu aos meus pés. Eu peguei a criança e pedi para acionarem os bombeiros”, relatou.

Segundo a testemunha, uma mulher desceu do carro e falou que o motorista passou mal. “Quando eu olhei, ele estava tendo uma convulsão”, disse.

A profissional pega ônibus na parada em frente à Rodoviária pelo menos três vezes por semana. “Eu estava um pouco à frente. Ficou muito perto de eu ser atingida.”

A ocorrência será registrada na 5ª Delegacia de Polícia (Área Central).

Veja onde e como aconteceu o acidente:

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre o Distrito Federal por meio do WhatsApp do Metrópoles-DF: (61) 9119-8884.

Mais lidas
Últimas notícias