metropoles.com

Vídeo mostra suspeitos de esfaquear repórter da TV Globo no Sudoeste

Investigadores da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro) não descartam a possibilidade de tentativa de homicídio devido à violência do ataque

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Caso Gabriel Luiz
1 de 1 Caso Gabriel Luiz - Foto: Reprodução

Imagens de câmeras de segurança mostram momentos antes antes do ataque ao repórter da TV Globo Brasília Gabriel Luiz, 28 anos, na noite dessa quinta-feira (14/4). Dois homens são suspeitos de cometer o crime investigado pela 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro).

O caso é tratado, inicialmente, como tentativa de latrocínio, pois o celular da vítima sumiu. Entretanto, os investigadores não descartam a possibilidade de tentativa de homicídio devido à violência do ataque.

O jornalista foi esfaqueado em frente ao edifício onde mora, na CCSW 4 do Sudoeste. A faca usada pelos criminosos, ainda não identificados, foi apreendida próximo ao local.

Nas imagens, é possível ver Gabriel Luiz passando de camiseta e bermuda. Logo em seguida, dois homens aparecem. Eles seguem o jornalista até a porta do prédio e o atacam.

Veja:

Quem tiver informações sobre a dupla pode entrar em contato com a polícia por meio do 197, a denúncia é anônima.

0

Após ser ferido, Gabriel foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) e levado ao Hospital de Base do DF (HBDF), onde passou por cirurgia.

De acordo com o CBMDF, o estado de saúde dele “inspirava cuidados”, porque a vítima apresentava quadro hemorrágico com “corte no pescoço, perfuração no abdômen  e ferimento na perna esquerda”.

“Devido à proximidade do Grupamento de Bombeiros do Sudoeste e o local do atendimento, os militares chegaram muito rápido, fato que reduziu consideravelmente a perda de volume sanguíneo”, informou o CBMDF em nota.

A PMDF informou que várias equipes estão nas ruas na caçada aos criminosos. Até a última atualização desta reportagem, a corporação não havia esclarecido o que motivou a agressão ao repórter.

Boletim médico

A coluna apurou que o quadro clínico do jornalista é grave, mas estável. Durante a madrugada, os médicos trataram diversas lesões, que atingiram tórax, braços, mão, pernas e pescoço. Foram cerca de 10 perfurações, segundo os cirurgiões. Entretanto, o ferimento que mais demandou atenção foi o do abdome, pois houve laceração nos rins e no pâncreas.

Gabriel Luiz chegou à unidade de saúde perdendo muito sangue. Contudo, os médicos avaliaram a cirurgia como “efetiva” e aguardam a transferência do repórter para a unidade de terapia intensiva (UTI).

Por volta das 8h40, ele passava por nova cirurgia.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?