Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Vídeo: Polícia Militar prende líder do Comando Vermelho no Distrito Federal

Igor Barbosa da Trindade, 32, chegou a ser perseguido pelos militares antes de ser detido, perto de uma faculdade particular na Asa Norte

atualizado 15/02/2023 14:05

Policiais militares do Distrito Federal prenderam, na noite dessa terça-feira (14/2), um suspeito apontado como uma das lideranças da facção carioca Comando Vermelho, na capital do país. O suspeito estava em um carro preto e fazia manobras arriscadas no trânsito.

Líder do Comando Vermelho no Distrito Federal é filho de agente da Abin

Igor Barbosa da Trindade, 32 anos, chegou a ser perseguido pelos militares antes de ser detido, perto de uma faculdade particular na 708 Norte, por volta das 20h.

Durante buscas feitas no veículo, a PM localizou uma pistola Glock, modelo G25, calibre 380, com numeração raspada. A arma estava embaixo do tapete dianteiro, do lado do motorista, com carregador e 13 cartuchos intactos. O item tinha, ainda, um aparelho de mira a laser acoplado à ponta.

Assista ao momento da prisão:

Igor estava sozinho no carro e confessou que comprou o armamento. Ele alegou que usava o item para “defesa pessoal”, por ser sentenciado em cumprimento de pena no Centro de Progressão Penitenciária, e que tem benefício de trabalho.

O preso também disse ter “guerras” na rua e, por isso, precisava andar armado. O investigado acrescentou que, antes de ser preso, morava com os pais na Asa Norte e trabalhava na Administração Regional de Brazlândia.

Na delegacia, a polícia verificou diversos registros criminais por roubo, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte de arma, dupla tentativa de homicídio e coação no curso do processo.

No caso da coação, houve indiciamento pelo Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor), unidade da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

O pai de Igor compareceu à 5ª Delegacia de Polícia (Área Central) e representou o filho, no papel de advogado. A coluna Na Mira apurou que, devido ao alto grau de periculosidade do detido, uma escolta especial será montada para acompanhá-lo até a prisão.

Mais lidas
Últimas notícias