Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Polícia Federal faz operação no DF contra pornografia infantil

Materiais com conteúdos pornográficos que envolviam crianças eram compartilhados nos perfis do Instagram dos dois investigados na operação

atualizado 05/10/2022 8:10

Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (5/10), a Operação Arnold, com foco na repressão de crimes de pedofilia. Os investigadores cumprem dois mandados de busca e apreensão na casa dos investigados. Uma pessoa foi presa em flagrante por produção de material de pornografia infantil.

Apurações iniciadas pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) mostraram que dois indivíduos — um homem e uma mulher — teriam publicado e compartilhado fotografias com conteúdo pornográfico infantil nos respectivos perfis do Instagram.

A corporação contou a com ajuda de usuários da rede social, que apresentaram diversas informações sobre os investigados, as quais permitiram identificar os suspeitos. Os denunciantes também enviaram à polícia prints das imagens com o conteúdo criminoso.

A ação da dupla incorre nos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) de produzir, fotografar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica que envolva criança ou adolescente, bem como de disponibilizar ou publicar materiais com pornografia infanto-juvenil.

Em caso de condenação, as penas podem passar de 14 anos de reclusão, com pagamento de multa.

Arnold

O nome da operação faz referência ao nome do perfil usado na rede social pelo suspeito de cometer o crime.

Mais lidas
Últimas notícias