Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

PF prende grupo que lucrou R$ 428 milhões com importação de celulares

Cerca de 240 policiais federais e 60 servidores da Receita Federal cumprem 56 mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva

atualizado 09/08/2022 7:02

Operação Bulk PFDivulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal do Brasil, deflagrou, na manhã desta terça-feira (9/8), a Operação Modo Avião com o objetivo de desmantelar organização criminosa que movimentou R$ 428 milhões em importação irregular de produtos eletrônicos. Os suspeitos também são investigados por lavagem de dinheiro.

Cerca de 240 policiais federais e 60 servidores da Receita Federal cumprem 56 mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva nos estados do Paraná, São Paulo e Ceará.

Durante as investigações, foram apreendidas dezenas de carregamentos de produtos eletrônicos importados ilegalmente. Além dos mandados de busca e apreensão, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 428 milhões de várias contas bancárias de pessoas e empresas utilizadas no esquema de lavagem de dinheiro.

Os investigados responderão pelos crimes de descaminho, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa, cujas penas máximas somadas atingem 22 anos de reclusão.

Modo Avião

A operação recebeu o nome da operação é em alusão aos celulares importados ilegalmente e comercializados em grande escala pela organização criminosa.

O “Modo Avião” é um comando utilizado para interromper as atividades do celular, assim como as ações de hoje visam acabara com as atividades da quadrilha.

Mais lidas
Últimas notícias