Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

“Mestre dos furtos” narra ao vivo crime em casa de PM do DF. Ouça

Nem câmeras de segurança da propriedade intimidaram o investigado, que fugiu com duas televisões e um notebook do policial militar

atualizado 23/09/2022 10:39

Carlos VenâncioReprodução

Com vasta ficha criminal, Carlos Santos Venâncio (foto principal), 33 anos, não se intimidava nem com policiais ao cometer crimes. Nessa quinta-feira (22/9), o alvo do investigado foi um militar morador do Gama, no Distrito Federal.

As câmeras de segurança da casa do PM não inibiram o criminoso, que fugiu levando duas televisões e um notebook. Durante a ação, Carlos Venâncio chegou a enviar áudios para um amigo. Nas gravações, narrava o furto em tempo real.

Em uma das gravações obtidas pela coluna Na Mira, o investigado detalha que uma moradora da quadra frustrou a primeira tentativa de furto. “Parceiro, estamos aqui no Gama, rodando de um lado pro outro. Acabei de entrar em uma [casa] ali. Aí, eu entrei, tinha uma casa na frente e outra no fundo. Na hora [em] que eu ‘tô’ abrindo a da frente, a velha saiu e perguntou o que eu estava fazendo. Peguei e saí voado. Ela ficou sem saber o que estava acontecendo. Estou rodeando uma agora, aqui. Rodeando para ver se eu abro ela”, descreveu o criminoso.

Ouça:

Em outro áudio, Carlos Venâncio conta que conseguiu concluir o furto. “Eu estava lá no Gama, moço. Tive que vir embora correndo. Casa de PM. Não deu nem para ficar caçando nada. Como é que fica caçando coisa lá? Tinha era câmera. Aquelas câmeras Intelbras, ‘tá’ ligado? Eu já falei: ‘Vixe, o desgraçado tá é me vendo de lá’. Na hora [em] que eu peguei as fardas no guarda-roupa, lembrei das câmeras que ‘tinha’ lá na frente. Já dei um ‘bacu’ para ver se achava a pistola. Cacei, cacei e não achei. Saí foi doido. Ainda ia trazer as fardas, mas joguei no quintal”, continuou o criminoso.

O investigado ainda detalhou que as televisões furtadas são de 48 polegadas e que pretende vendê-las por R$ 1,4 mil. Ele emenda e diz que vai aproveitar a chuva para “tirar dois pneus” de carros.

Ouça:

Prisão

Carlos Santos Venâncio foi preso por equipes da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) na manhã desta sexta-feira (23/9). A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) informou que o assaltante tem vasta ficha criminal e que, contra ele, há registro de mais 14 ocorrências; 15 inquéritos abertos; 10 mandados e uma recomendação de prisão; bem como seis alvarás de soltura concedidos pela Justiça.

Na operação desta sexta-feira (23/9), o suspeito foi preso em casa, na QNF de Taguatinga, com um veículo que havia sido furtado em 20 de fevereiro, no Setor H Norte. O carro tinha placa clonada.

Em buscas realizadas no imóvel, os policiais apreenderam uma chave especial para acionar o motor de carros; um pé de cabra; além de outras ferramentas comumente usadas para a prática de furtos.

Os policiais descobriram que Carlos usava tornozeleira eletrônica e que, para continuar a cometer crimes, adulterava o item, de modo a impedir o monitoramento.

Mais lidas
Últimas notícias