Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Funcionários que furtavam vinho em restaurante famoso são alvos da PCDF

Os alvos da Operação Ouro Vermelho são dois funcionários do estabelecimento, que, segundo os agentes, estariam associados a outros 11

atualizado 19/08/2022 10:56

Material cedido ao Metrópoles

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) cumpriu, nesta sexta-feira (19/8), mandados de busca e apreensão na residência de dois suspeitos investigados por furtar vinhos e espumantes da rede de restaurantes Bartô, especializados nas bebidas internacionais. Os alvos da Operação Ouro Vermelho são funcionários do estabelecimento, que, segundo os agentes, estariam associados a outros 11 trabalhadores.

As apurações tiveram início em julho deste ano após os sócios da rede terem registrado boletim de ocorrência a respeito de furtos que estariam ocorrendo nos restaurantes entre março e julho.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Durante a investigação foi possível constatar que os vinhos de rótulos internacionais eram anunciados para venda nas redes sociais dos investigados por valores abaixo dos praticados pelo mercado.

Os alvos das buscas tiveram seus patrimônios checados e, de acordo com a PCDF, contatou-se que ambos eram superiores aos rendimentos e eventuais heranças familiares. Os mandados ocorreram em Ceilândia e na Cidade Ocidental (GO).

A polícia apreendeu inúmeras bebidas alcóolicas de rótulos internacionais, eletrônicos, celulares, farta documentação, um veículo automotor e uma motocicleta.

A reportagem entrou em contato com o restaurante e aguarda resposta. Assim que houver, o posicionamento da rede será publicado neste espaço.

Mais lidas
Últimas notícias