metropoles.com

Falso PM “Don Juan” é alvo de busca e apreensão pela PCDF

O homem se passava por policial militar e enganou diversas mulheres. Na última terça-feira foi abordado por uma equipe da PMDF em Ceilândia

atualizado

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por intermédio do trabalho da Delegacia de Atendimento à Mulher— Deam II, cumpriu, na manhã de quinta-feira (14/7), mandado de buscas e apreensões em dois endereços vinculados a Samuel Carlos da Silva Batista, 31 anos, conhecido por falso policial “Don Juan”. O homem é investigado por estelionato amoroso contra algumas mulheres.

Vídeo: falso PM Don Juan fazia “ninho do amor” para todas as vítimas

Como foi revelado pela coluna Na Mira, dos jornalistas Mirelle Pinheiro e Carlos Carone, com lábia afiada, muito tempo livre e um cardápio infindável de mentiras, o falso policial militar seduziu, namorou e limpou as contas bancárias de pelo menos quatro mulheres do Distrito Federal. Se relacionando simultaneamente com todas elas, o “Don Juan” se passava por policial militar do DF, de Goiás, além de policial penal.

“Nesse contexto, ele teria se relacionado amorosamente com as vítimas, concomitantemente, e pedido dinheiro a elas, sob desculpas diversas”, explica a delegada Adriana Romana, chefe da Deam II.

Falso policial aplicou golpes em mulheres após conhecê-las pelo Tinder

Na operação da quinta (14), a polícia apreendeu objetos e pertences usados pelo suspeito para enganar as vítimas, como uma pistola de pressão, um punhal, uma algema, coldres e distintivos com o brasão da República, bem como vestimentas que se assemelham às usadas por corporações policiais militares.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Várias fardas

Segundo uma empresária de Ceilândia, que se relacionou com Samuel durante dois anos e perdeu R$ 26 mil, o falso policial incorporava o personagem e todos que o cercavam, a exemplo de amigos e familiares, acreditavam que ele integrava as forças da segurança pública.

“Amigos há mais de oito anos acreditavam, de fato, que ele era policial. Ele não enganava apenas as namoradas, iludia a todos”, disse a vítima.

De acordo com a ex-namorada, o golpista passava dias sem aparecer com a desculpa que estava participando da caçada ao serial killer Lázaro Barbosa que ocorria no Entorno do DF e durou 20 dias. “Ele é tão picareta que chegava ao ponto de voltar para casa e tomar remédio para carrapato, além de entregar a farda toda suja e cheia de carrapicho pedindo para que eu lavasse”, desabafou a vítima.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Abordado pela PM

O falso policial “Don Juan” foi abordado, na terça-feira (12/7), por uma equipe da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) enquanto circulava pela região de Ceilândia Norte. De acordo com os militares, ele carregava uma arma de pressão tipo “air soft”.

Veja momento:

No último domingo (10/7), ele fez a prova de ingresso na Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), em Formosa (GO). Samuel se inscreveu no Edital Nº 002/2022 em maio deste ano.






Quais assuntos você deseja receber?