Mulher é espancada e deixada seminua em matagal da Asa Norte

A vítima de 42 anos apresentava hemorragia. Ela foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital de Base do DF

Divulgação/CBMDFDivulgação/CBMDF

atualizado 15/08/2019 19:31

Uma mulher de 42 anos foi encontrada seminua, com profundos ferimentos na face, além de hemorragia, na manhã desta quinta-feira (15/08/2019), na L4 Norte, em frente à Estação Biológica da Universidade de Brasília (UnB). Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, a vítima seria uma moradora de rua.

Ela sofreu agressão física, mas negou violência sexual. A Polícia Civil informou, entretanto, que o caso está sendo investigado como estupro e tentativa de feminicídio.

A mulher foi encontrada ao lado de um colchão sujo de sangue. Ao lado, havia uma calça jeans e uma calcinha. O socorro chegou por volta das 8h30, após ser acionado por catadores de lixo.

A vítima foi transportada para o Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF) consciente, orientada e estável. Duas viaturas e oito militares foram deslocados para a ocorrência. O local ficou sob os cuidados da Polícia Militar.

De acordo com os investigadores da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), algumas testemunhas estão sendo ouvidas na delegacia e novas diligências serão feitas durante à noite para tentar identificar o autor do crime.

Confira imagens:

 

A Diretoria de Segurança da Universidade de Brasília (UnB) informou ao Metrópoles, em nota, que acompanha a ocorrência.

 

Últimas notícias