metropoles.com

Motorista bêbado que matou motociclista ficará preso preventivamente

Renan Pires de Araújo, 33 anos, morreu após ser arrastado e, depois, atropelado, na DF-480, no Gama, pelo condutor embriagado

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/Redes Sociais
Prisão de motorista
1 de 1 Prisão de motorista - Foto: Reprodução/Redes Sociais

O motorista responsável por arrastar e atropelar o motociclista Renan Pires de Araújo (foto em destaque), de 33 anos, na madrugada deste sábado (21/5), na DF-480, teve a prisão preventiva decretada pelo Núcleo de Audiência de Custódia do Gama, no domingo (22/5). Jessivan Leal Araújo foi autuado pela prática, em tese, de homicídio culposo na direção de veículo automotor, bem como por não prestar socorro à vítima e dirigir sob influência de álcool.

O juiz destacou que a prisão deve ser mantida a fim de garantir a ordem pública. Isso porque, de acordo com o julgador, “o crime cometido pelo autuado foi concretamente grave, o que justifica sua segregação cautelar”.

Renan, também conhecido como Batatinha, era operador de estúdio da empresa Gran Cursos Online desde 2020. De acordo com o irmão, ele foi atingido quando voltava do trabalho. “Não tem nem um mês que comprou a moto para economizar um pouco e ganhar tempo”, lamenta.

0

O magistrado pontuou que, no caso, o motorista havia ingerido bebida alcoólica e, ao fugir de uma abordagem policial, dirigiu em alta velocidade, o que colocou “inúmeras pessoas em risco e, ao final, ceifou a vida de um jovem de 33 anos”.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o teste do bafômetro de Jessivan acusou 0,44 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o que configura crime. Ele foi preso e levado à 20ª Delegacia de Polícia (Gama).

Ao decretar  a prisão preventiva do autuado, para o resguardo da ordem pública, o magistrado registrou que “uma pessoa que, para salvar sua carteira de motorista, dirige a uma velocidade absolutamente incompatível com a via e bêbado, está assumindo qualquer possível desfecho para salvar a si próprio.

O inquérito foi encaminhado para o Tribunal do Júri e Vara dos Delitos de Trânsito do Gama, onde tramitará o processo. Jessivan Leal Araújo foi autuado pela prática dos delitos tipificados nos artigos 302, § 1º, III e § 3º, e 306, ambos do Código de Trânsito Brasileiro.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações