*
 

A pioneira Golda Pietricovsky de Oliveira, 87 anos, será enterrada nesta sexta-feira (13/1), às 16h, no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. Funcionária pública aposentada da Câmara dos Deputados, ela desembarcou em Brasília quando a cidade ainda estava em construção.

Golda foi vice-presidente da Associação Cultural Israelita de Brasília (Acib), entidade que reúne a comunidade judaica da capital, e morreu nesta quinta (12), depois de lutar três anos contra um câncer. O velório será na capela 10, a partir das 14h.

Paulistana, filha de russos e historiadora, ela tinha quatro filhos e era casada com Cauby de Oliveira. Golda é uma das personagens do livro Poeira & Batom no Planalto Central – 50 mulheres na construção de Brasília.

Na obra, ela conta como foi a sua chegada a Brasília: “Sou de 1º de setembro de 30. Meu marido teve uma proposta de vir pra Brasília dirigir a sucursal do Correio Paulistano. Vim num avião chamado Conver. Nós saímos à tarde, de São Paulo, e chegamos à noite. Não se via Brasília, só umas luzinhas. Brasília, todo lado que eu olhava, era prédio subindo, lacerdinhas voando. Era assim, fantástico, era uma aventura.”

O ator e diretor Alexandre Ribondi fez uma postagem no Facebook a homenageando: “Ontem, a Golda foi embora, o que adormece um dos alicerces dessa cidade. E que seja boa e doce essa sua viagem, Golda de ouro”.

 

 

 

COMENTE

golda pietricovsky de oliveira
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito