Mais 100 pessoas em situação de rua são imunizadas com a vacina da Janssen

"Quando imunizamos a população de rua, estamos diminuindo as filas das UTIs", disse a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha

atualizado 29/06/2021 15:01

Mayara Noranha visita o centro Pop acampanhando a vacinação de pessoas de situação de ruaGustavo Alcântara / Especial para o Metrópoles

O Governo do Distrito Federal (GDF) imunizou mais 100 pessoas em situação de rua, na manhã desta terça-feira (29/6). A vacinação ocorreu no Centro Pop da Asa Sul, no segundo dia da campanha contra a Covid-19 para esse público-alvo.

Mayara Noronha (foto em destaque), secretária de Estado de Desenvolvimento Social, diz que as pessoas em vulnerabilidade precisam ser vacinadas logo, já que não têm acesso aos cuidados de higiene adequados e não podem aderir ao distanciamento social.

“Quando imunizamos a população de rua, nós estamos diminuindo as filas das UTIs Covid do DF”, explica a secretária.

0

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) recebeu 950 doses da vacina da Janssen, a serem destinadas para pessoas em situação de rua, e 450 doses desse fármaco para os servidores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Na segunda-feira (28/6), 50 doses foram aplicadas, no Centro Pop de Taguatinga.

Miryan de Assis Dantas, 29 anos, recebeu o imunizante nesta manhã. “Quero me vacinar para proteger minhas filhas e meu marido, que tem comorbidade. Temos que ficar imunes e não ter medo de vacinar”, pontuou.

Maria Antônia Pereira, 54 anos, está em situação de rua há cinco anos e revelou que não tem medo do coronavírus. “Estou tranquila, agora mais ainda. Não tenho medo nem da reação que posso ter depois da vacina”, contou.

Segundo a assistente social de equipe de Consultório na Rua, Ana Rosa, a vacina de dose única é importante para essa população, já que muitos não retornam para o Centro Pop com frequência. “Muitos são usuários e têm uma vida difícil. A dose única garante que eles fiquem imunizados e sigam com a vida que eles têm. Nós estamos trabalhando para que todos tenham acesso aos serviços de assistência à saúde”, ressalta.

A imunização de pessoas em vulnerabilidade social vai até a próxima sexta-feira (2/7). Para vacinar, é necessário ter cadastro no CadÚnico ou Sidis e se dirigir ao Centro Pop da Asa Sul ou Taguatinga, das 9h às 15h30.

Mais lidas
Últimas notícias